O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Rachaduras

Obras em vizinho afetaram condomínio em Guarulhos

quarta-feira, 10 de julho de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Condomínio em Guarulhos sofre com rachaduras há dois anos

Problema apareceu após construção de imóvel que hoje abriga mercado. Construtora e Prefeitura não responderam questionamentos

Famílias do condomínio residencial Parque Bom Sucesso, em Guarulhos, convivem há dois anos com rachaduras nas paredes e no chão de casa. O problema começou depois da construção de um mercado próximo aos imóveis. Procuradas pela reportagem, a prefeitura de Guarulhos e a construtora Forte Fernandes não responderam. O Atacadista Roldão disse que apenas aluga o imóvel.

Vinte famílias tiveram que sair do condomínio há dois anos, quando começaram as obras. As famílias moraram em hotéis e casas de aluguel. E voltaram com a promessa de que os problemas antigos estariam resolvidos. Mas quase nada mudou.

Em todas as casas, as principais rachaduras aparecem no quintal que é exatamente a parte que fica mais perto da área onde o mercado foi construído. Em uma das casas mais prejudicadas, o muro antigo caiu, mas no muro novo já apareceu rachadura.

Em outro ponto, a rachadura abriu espaço de quase um dedo: sai de um lado da casa, passa por toda a largura, na junção do solo com a parede e vai até o outro lado.

Alguns moradores entraram na justiça. Mas conseguiram apenas uma proposta de indenização, que não foi muito animadora. "Eles oferecem R$ 15 mil. Nós não aceitamos e continua o processo", disse o professor Romildo Santos.

Enquanto aguardam uma solução, o moradores torcem pra não conseguir ver o mercado mais do que permitem as rachaduras de hoje .

A analista de RH Claudia Cristina Sanches Silva marca as datas em que as rachaduras vão aparecendo na parede do quintal. "A gente vê rachaduras novas diariamente. As que a gente vem acompanhando elas abrem”, diz ela. “Quando você quer descansar, relaxar, você pensa em ir para sua casa né? E não é o que vem acontecendo com a gente desde março de 2017", diz ela.

 

Fonte: g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...