O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Coluna: De Olho no Mercado

Reabilitação de encanamentos

Empresa resolve problemas de condomínios sem quebra-quebra

Empresa resolve problemas de condomínios sem quebra-quebra

Quando pensamos em problemas no encanamento do condomínio, o problema começa quando começamos a imaginar como resolvê-lo.

Pode dar frio na barriga, calafrios e até suadouro, principalmente se o caso for de uma tubulação toda condenada, que necessite ser inteiramente trocada.

Já pensamos no dinheiro necessário para trocar o encanamento inteiro, além do quebre-quebra, do entulho, tempo e também de todo o transtorno que tudo isso vai levar.

Existe, porém, uma alternativa mais prática e acessível para resolver problemas do tipo, sabia? Uma tecnologia tão bacana que é usada até pela NASA e nos jardins do Palácio de Buckingham.

Um meio de tratar os canos de dentro para fora. Uma maneira de limpar o encanamento de água, esgoto e gás. Cuidando assim de vazamentos, tratando de corrosões, e evitando também que esse tipo de cenário volte a acontecer.

“Nosso modo de trabalho é construir um encanamento novo por dentro do antigo. Fazemos isso sem quebrar nada, sem deixar sujeira e sem remoção de entulho”, explica Marcelo Simões, da área de engenharia da Brasil Pipe Lining, empresa especializada nesse tipo de serviço sediada no Rio de Janeiro.

Mesmo concentrando o trabalho entre São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, a empresa atende em todo o país. Só no ano passado, mais de cem condomínios reabilitaram suas tubulações com essa tecnologia.

O processo aparenta ser uma novidade, mas já é aplicado no Brasil desde 1996.

Como funciona?

A maneira de reabilitar os encanamentos por dentro sofre pequenas variações, dependendo se o mesmo é de gás, água ou esgoto.

O grande diferencial da tecnologia usada é que os encanamentos são limpos, por dentro, e forrados por um material epóxi que cobre toda a tubulação internamente.

Veja como funciona e quais são as diferenças nos processos utilizados:

Sistema de água e gás 

  1. Aquecimento da tubulação com ar quente e tratado 
  2. Remoção das incrustações através de ar comprimido e material abrasivo
  3. Aplicação do revestimento epóxi especial atóxico, que faz uma barreira interna na tubulação evitando o contato da água ou gás com o encanamento.

Assim, eliminam-se as costuras na tubulação, vazamentos, entupimentos e incrustações.

Garantia

“Oferecemos garantia de dez anos porque, até hoje, nunca um cliente nosso enfrentou problemas depois da execução do serviço”, ressalta Marcelo.

Sistema de esgoto:

  1.  Análise interna através de sistema de câmeras para detecção de desvios e situação da tubulação.“Esse cuidado prévio, da câmera investigar as condições da tubulação de esgoto é fundamental. Assim, quando começamos a remoção, já temos um plano de ação”, explica o executivo.
  2. Remoção de detritos. Limpeza feita através do sistema scorpion cutter, uma máquina que limpa tubos de drenagem, como os de esgoto. Com ela, é possível retirar pedras, raízes e outros materiais, para que o encanamento consiga receber o forro epóxi.
  3. Aplicação do forro epóxi através do sistema de inflar, possibilitando a reabilitação em ângulos de 45º e 90º. “Esse sistema é muito interessante. Funciona como se a gente enchesse uma bexiga grande dentro da tubulação, para moldar a manta que vai por dentro do encanamento. Após 4h o material já está aderido ao encanamento”, detalha Marcelo.
  4. Montagem do sistema e avaliação final através de testes hidrostáticos.

Duração do serviço

Geralmente uma coluna de um prédio de dez andares demora cerca de quatro dias para ser totalmente reabilitada.

Durante esse período, o encanamento reabilitado não pode ser utilizado. 

“Usando o modelo tradicional, o mesmo serviço não demoraria menos do que um mês para ser finalizado”, estima Marcelo.

“O grande diferencial do nosso sistema é que a água não entra mais em contato com o encanamento. Assim, evita-se problemas futuros”, finaliza o executivo.

Saiba mais:

Nota: a coluna “De olho do mercado” se refere a informes publicitários. Esse tipo de texto publicitário serve para que um anunciante escolhido pela equipe do SíndicoNet explique como funciona seu produto ou serviço de maneira diferenciada. O SíndicoNet não trabalha com matérias pagas, e essa é a nossa maneira de lhe dizer que esse conteúdo é publicitário, e que foi escolhido cuidadosamente para você, nosso leitor. Caso tenha dúvidas sobre outros conteúdos publicitários no nosso portal, por favor, nos escreva aqui. Isso reafirma o nosso compromisso com a transparência do nosso conteúdo.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...