O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Tremor no RJ

Edificação no centro do Rio trepida por causa de obra vizinha

Publicado em: sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

 Prédio treme no centro do Rio e assusta trabalhadores

De acordo com o síndico do prédio, as trepidações podem ter ocorrido em função da obra de um prédio vizinho
 
Um tremor em um edifício de 13 andares localizado na Rua do Passeio, 70, no centro do Rio de Janeiro, assustou os trabalhadores do prédio na manhã desta segunda-feira. O forte barulho e as trepidações fizeram com que a maioria evacuasse o local.
 
Funcionária de uma empresa de turismo que fica no oitavo andar do prédio, Aline Freitas, 35 anos, contou que ao perceber o tremor, por volta das 8h30, ela e seus colegas abandonaram o edifício.
 
Não foi a primeira vez que ela sentiu a estrutura balançar. "Sempre treme o prédio aqui, mas eles (os síndicos) dizem que é normal. Hoje, porém, foi mais forte. A gente não vai esperar o prédio cair para descer", disse.
 
De acordo com o síndico do prédio, Rodrigo Andrade, as trepidações podem ter ocorrido em função da obra de um prédio vizinho, que fica na rua das Marrecas, transversal à rua do Passeio. Andrade disse que, ao receber as reclamações, entrou em contato com o responsável pela construção.
 
"O engenheiro responsável pela obra me assegurou que o edifício está sendo monitorado e disse que as trepidações estão dentro da normalidade e não oferecem risco à infraestrutura. Foi só um susto", tranquilizou o síndico.
 
Para o gerente de uma loja de utensílios que fica ao lado do prédio, Marco Aurélio Batista, 28 anos, o susto foi grande. Ele, que estava arrumando o estoque, procurou sair do estabelecimento com medo de ocorrer um acidente grave.
 
"Saiu todo mundo correndo com medo. A Defesa Civil falou que o prédio está liberado, mas mesmo assim a gente está com receio de entrar na loja. Aqui no Rio tem vários prédios caindo, ainda mais que esse (referindo-se ao que tremeu) tem mais de 100 anos, aí fica difícil de se trabalhar. A gente trabalha com medo", completou.
 
Segundo a Defesa Civil Municipal, os engenheiros inspecionaram todo o prédio e constataram que não há riscos de desabamento. O órgão confirmou ainda que o tremor foi mesmo em virtude de um bate-estacas (equipamento utilizado para enterrar estacas no solo, em grandes construções) da obra da Rua das Marrecas.
 
No último dia 15, parte do prédio em que funcionava o bloco carnavalesco Cordão da Bola Preta, na esquina das ruas do Lavradio e da Relação, também no centro da capital, desabou. Duas pessoas que passavam pelo local sofreram ferimentos leves. Antes, em janeiro, três prédios desabaram na Avenida 13 de Maio, também no centro, deixando 17 mortos e cinco ainda desaparecidos.
 

Fonte: http://noticias.terra.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...