O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Triplex do Guarujá

Imóvel segue sem arrematantes em seu leilão

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Na véspera do fim do leilão, triplex do Guarujá continua sem lances

O valor mínimo para lance é de R$ 2,2 milhões e ainda restam 20 horas para o fim da concorrência

 As duas suítes, quatro dormitórios, piscina, churrasqueira e duas vagas de garagem do triplex 164-A no Condomínio Solaris, no Guarujá, ainda não convenceram os mais de 39 mil visitantes na página de leilões a darem um lance para a aquisição do imóvel, respeitando o valor mínimo de R$ 2,2 milhões. Restam ainda 20 horas para o fim da concorrência.

O imóvel é pivô da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no âmbito da Operação Lava Jato, a 12 anos e um mês de prisão.

O apartamento e suas reformas, supostamente custeadas pela OAS, foram apontadas pelo juiz Sérgio Moro e pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) como propinas de R$ 2,2 milhões da empreiteira ao ex-presidente.

O site do leilão descreve o imóvel, e diz que o eventual comprador terá de arcar com suas dívidas.

“De acordo com informação da Administração do Condomínio, sobre o imóvel recaem débitos condominiais pendentes de pagamento no importe de R$ 47.204,28 (quarenta e sete mil, duzentos e quatro reais e vinte e oito centavos) atualizados até 10/04/2018, que serão de responsabilidade do arrematante”.

Segundo a discrição no site do leilão eletrônico, “no primeiro pavimento há uma sala com varanda, cozinha e área de serviço, lavabo e uma suíte (conforme informações da Sra. Mariuza, da empresa OS, a suíte não existia na planta original, havendo modificações e inclusão deste dormitório)”. “No segundo pavimento existem três quartos compactos (sendo um deles suíte), um banheiro e um hall de distribuição”.

O site do Canal Judicial, que promove o leilão, também ressalta que o “imóvel possui piso frio em todos os cômodos e armários planejados nos quartos, cozinha, área de serviço, área externa e banheiros”. “No local havia, ainda, um fogão, um exaustor e uma geladeira, sem uso e desligados”.

“Existe um elevador que integra os três andares, sendo que não foi possível verificar seu funcionamento visto que a luz da unidade não esta ligada. Imóvel e moveis (armário e camas) em bom estado de conservação, com exceção dos moveis da área externa (coifa e armários), que apresentam sinais de desgaste e ferrugem. O imóvel possui localização privilegiada, em frente da praia, no bairro jardim Astúrias e atualmente está desocupado”, completa.

Fonte: exame.abril.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...