O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Visita técnica

PM desmente esse tipo de golpe em condomínios em Teresópolis

Publicado em: quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Comandante da PM desmente ‘golpe da visita técnica’ em Teresópolis

O comandante Maia não tem conhecimento de assaltos praticados em Teresópolis por bandidos que se passam por técnicos ou entregadores
 
Postagens de som e de texto que circulam pelas redes sociais mais populares dão conta de uma tentativa de golpe envolvendo ditos técnicos e representantes de vendas e de serviços, que utilizando desse disfarce profissional, entrariam em casas e apartamentos para roubar.
 
O relato que se espalha em velocidade proporcional aos cliques, curtidas e compartilhamentos, detalha ações envolvendo técnicos de internet e de tv por assinatura e até vendedores de colchões. De acordo com o comandante do 30º Batalhão da PM em Teresópolis, Tenente-coronel Cleber Maia, não há notícia ou registro desse tipo de crime em nossa cidade.
 
Mesmo assim o oficial alerta para que as pessoas fiquem atentas para quem vão abrir as portas de suas casas.
 
Os perfis do DIÁRIO nas redes sociais receberam várias postagens que onde os nossos leitores alertam para o problema. Em um dos casos a mulher que narra o caso é apontada como moradora de Agriões. Com a popularização dos serviços de internet e de TV a cabo, esse boato ganhou ainda mais força, com muitas pessoas preocupadas com o quadro.
 
Questionado sobre esse quadro, o comandante da PM em Teresópolis garantiu que não há qualquer registro desse tipo de crime na cidade. “Não temos conhecimento de forma oficial de nenhuma ocorrência desse tipo. Na verdade, temos acompanhado ultimamente pelas redes sociais histórias de um cidadão que faria demonstrações de colchões e que entraria nas casas para roubar. Mas não temos nada oficialmente”, garante.
 
“Logicamente, temos que tomar sempre muito cuidado. Recomendamos que as pessoas tenham cautela com quem vão receber nas suas casas, principalmente porteiros e zeladores de prédios e condomínios, que devem ficar atentos com quem vão permitir entrar nos prédios, normalmente esses golpistas alegam que vão fazer consertos ou entrega”, recomenda.
 

Boatos pelas redes sociais

Segundo o oficial militar, a onda de boatos produzidos pelas redes sociais vai além da ameaça de assaltos. Um exemplo recente foi a morte do traficante Playboy, que provocou uma enxurrada de vídeos e áudios que geraram sensação de pânico em comunidades do Rio de Janeiro.
 
Uma usuária das redes sociais disse que criminosos ligam para clientes de uma operadora de TV a cabo e internet alegando que precisam fazer uma vistoria técnica para fazer uma atualização. Os bandidos confirmam até dados pessoais e números de documentos de clientes e confirmam a visita. Na residência, anunciam o assalto e roubam o cliente.
 
Nas redes sociais, clientes da mesma empresa no Rio de Janeiro também relataram o mesmo fato. Os criminosos parecem ter informações privilegiadas, já que confirmam o número da documentação dos clientes.
 
Por conta desse tipo de caso, o comandante recomenda cuidado com dados pessoais, principalmente no preenchimento de cadastros em vias públicas ou mesmo através da internet.
 
“Todos nós temos que nos proteger. Qualquer um está sujeito a isso, principalmente por causa da internet. O Artigo 144 da Constituição diz que Segurança Pública é dever do Estado, mas também é direito e responsabilidade de todos. Temos que ter responsabilidade com nossos dados pessoais para que não caiam em mãos erradas e provoquem coisas indevidas com nossos nomes”, recomenda.
 

Chame a polícia

Em caso de dúvida sobre prestadores de serviço que batem à sua porta a PM pode e deve ser acionada.
 
“A Polícia Militar está de prontidão 24 horas para atender a população. Temos nosso telefone de emergência, 190 e outros canais como o telefone (21) 2641-4643 que também fica na Sala de Operações. Temos também nosso Disque Denúncia (21) 2742-7755, nossos Whatsapp 99817-7508, além de perfil no facebook e o e-mail. Basta acionar que vamos enviar uma viatura ao local para checar e quem sabe, ter êxito em tirar um mau elemento de circulação”, garante.
 
Finalizando, o comandante Maia relata que existe um projeto, já em funcionamento no Rio de Janeiro, que oferece treinamento para porteiros, zeladores e seguranças de prédios e condomínios.
 
“Os batalhões da PM em Copacabana e no Leblon já fazem isso a muito tempo. É um curso de segurança predial. Temos esse material aqui e ainda não colocamos em prática. Para tal precisamos de parcerias, principalmente na questão do cadastramento e do credenciamento desses colaboradores que trabalham nos condomínios da nossa região. O curso está pronto, temos oficiais capacitados para ministrar o treinamento. Estamos a disposição para colocar em prática”, garante

Fonte:netdiario.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...