O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Agressão em condomínio

Advogado que empurrou idoso em lago em Campo Grande é dunciado pelo MPE

Publicado em: terça-feira, 9 de agosto de 2016

MPE denuncia advogado que agrediu idoso em condomínio de luxo em Campo Grande

Com a nova ação, o promotor de Justiça destaca que o advogado não pode ser beneficiado pela transação penal ou suspensão condicional do processo porque possui antecedentes criminais

O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com uma ação penal pública contra o advogado Eduardo Gaiotto Lunardelli, suspeito de agredir um oficial aposentado em um condomínio de classe média alta de Campo Grande. Segundo a Promotoria, ele ofendeu a integridade física do idoso de 81 anos, causando diversas lesões corporais na vítima. O caso aconteceu em 21 de abril do ano passado, no Condomínio Jardim das Paineiras, localizado no bairro Parque dos Laranjais.

“O denunciado irritou-se após ver a vítima, que pescava no lago do condomínio, atirar pedras para espantar os patos que lá se reuniram para comer o resto de ração jogada aos peixes. Então, o denunciado aproximou-se do ofendido e disse a ele que ‘vou lhe dar uma porrada se jogar pedra nos patos de novo’, e ainda empurrou-o dentro do lago”, relata o promotor Pedro Arthur de Figueiredo.

O idoso então caiu no lago e se machucou nas pedras, sendo socorrido por um jardineiro que trabalhava nas proximidades. Após o fato, o oficial realizou exame de corpo delito e entrou com uma representação criminal contra Gaiotto, além de denunciá-lo para a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) porque a conduta do profissional não foi adequada com o que preza o código de ética da categoria.

Com a nova ação, o promotor de Justiça destaca que o advogado não pode ser beneficiado pela transação penal ou suspensão condicional do processo porque possui antecedentes criminais. Isto significa que ele já foi condenado em outra ação e utilizou do benefício que atenua a pena, como, por exemplo, trocar horas de prisão em regime fechado pela prestação de serviços comunitários.

Fonte: http://www.acritica.net/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...