O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Barulho de jogo

Comemoração não deve extrapolar limite do bom senso

Publicado em: sexta-feira, 6 de julho de 2012

 Vizinho corintiano não para com o barulho?

Administradoras de condomínio explicam como proceder caso aquele torcedor - que mora ao lado - exagere na comemoração
 
A final da Libertadores, que acontece nesta quarta-feira, promete provocar a euforia dos cerca de 30 milhões de torcedores do Corinthians e, é claro, dos outros milhares que vão secar o Timão. Mas, pensando naqueles que vão sofrer com os gritos e rojões, o Portal da Band conversou com administradoras de condomínio para saber como agir caso seu vizinho extrapole nas comemorações. 
 
"É sempre bom evitar mal-estar com o vizinho de porta", afirma Marco Kegligian, diretor de condomínio da administradora Condovel. De acordo com ele, o primeiro passo caso o morador se sinta prejudicado é interfonar para o porteiro, que vai pedir que o condômino modere no tom. 
 
Segundo Vânia Dal Maso, gerente geral de atendimento da administradora Itambé, faz parte da política da boa vizinhança que, antes de fazer uma festinha na final do campeonato, o morador avise que vai receber visita e que pode acabar exagerando um pouco. "É de bom senso", diz. Kegligian completa:
 
"O relacionamento entre os vizinhos promete até melhorar caso haja essa gentileza". 
 
Entretanto, sabe-se que nem todo mundo costuma parar com a barulheira depois que é notificado pelo porteiro. Caso você seja uma das vítimas daquele "Vai Corinthians" interminável, fique atento às atitudes mais recomendadas pelos especialistas:
 
1- O primeiro passo é conversar com o porteiro, que deve ligar para a unidade de onde está vindo o barulho e pedir moderação;
 
2- Não funcionou e seu vizinho continua bem animado com o gol do time dele? Ligue para o síndico, avise-o e faça um registro no livro de ocorrências do condomínio - ele costuma ficar na portaria;
 
3- Se você aguentar esperar o dia seguinte, peça ao síndico que notifique o condômino com uma advertência;
 
4- Em caso de reincidência, o morador pode levar multas - o valor varia de acordo com o regulamento de cada prédio;
 
De acordo com um levantamento da empresa Lello, especializada em administração de condomínios no Estado de São Paulo, o barulho excessivo após às 22h e aos finais de semana é a causa de cerca de 40% das multas aplicadas contra moradores de condomínios na cidade de São Paulo.
 

Polícia

 
Qualquer morador que se sentir prejudicado com o barulho exagerado de outro vizinho, após às 22h, pode chamar a Polícia Militar. Porém, esta ação não é a mais indicada pelas administradoras.
 
"A Polícia Militar vai conversar com o condômino e explicará que ele precisa reduzir o volume do som, das conversas e comemorações", diz Kekligian. Porém, segundo ele, a ação pode gerar conflitos internos entre os moradores. 
 
"É preciso pensar bem antes de chamar os agentes", diz Vânia. De acordo com a gerente da administradora Itambé, a polícia só deve ser chamada quando o barulho causar grandes prejuízos.   

Fonte: http://www.band.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...