O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Chegada do verão

Final do ano e férias pedem planejamento para condomínios de veraneio

Publicado em: quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

 Condomínio de veraneio prepara-se para o agito

 Os condomínios em cidades de veraneio darão início, neste mês, à sua temporada mais intensa em 12 meses, com a chegada de visitantes ansiosos para as festas de fim de ano e as férias escolares. Até lá, eles devem se preparar como podem para a agitação.
 
Além do planejamento financeiro - definido no início de cada ano -, os preparativos envolvem ações em três frentes: a manutenção predial, as contratações e os procedimentos de segurança.
 
De acordo com o diretor da administradora Paris Condomínios, José Roberto Iampolsky, ações simples como a repintura das vagas de garagem podem evitar transtornos de organização quando a ocupação do conjunto se elevar. Ele recomenda, também, a higienização das caixas d'água, a aplicação de produtos para o controle de pragas e a vistoria das instalações hidráulicas, evitando desperdícios nos momentos de grande utilização.
 
Outro cuidado, segundo ele, diz respeito à adequação das escalas dos funcionários, na medida em que o número de trabalhadores pode crescer. "Com a ocupação próxima a 100%, muitos horários em que apenas um funcionário trabalha devem ser reforçados com mais um, dois ou três colaboradores", diz. O incremento mais significativo de pessoal se dá em empreendimentos com grande estrutura.
 
A lista de temporários inclui reforços para a área de faxina, com até duas pessoas extras, e de segurança, com a contratação de um vigia.
 
"Em casos de condomínios que oferecem serviços de praia ou de piscina, contrata-se um barraqueiro que arma, desarma e fica de olho na cadeira e no guarda-sol dos condôminos."
 
Para garantir a segurança, as medidas são técnicas e procedimentais. Especialistas recomendam, por exemplo, a revisão do circuito interno de monitoramento e, se necessário, até o incremento do sistema.
 
A gerente geral da administradora Oma, Gisele Fernandes, pede que edifícios no litoral fixem comunicados nas áreas comuns para orientar proprietários e inquilinos.
 
"É importante exigir que o condômino avise previamente a administração do condomínio (sobre dados dos visitantes) e que, principalmente, oriente as pessoas que farão uso da sua unidade sobre as regras internas." A responsabilidade por danos, lembra Gisele, é dos donos dos apartamentos.
 
Em Águas de São Pedro, os proprietários dos 25 chalés que compõem o condomínio onde Ana Serra é síndica, devem informar o nome e o RG dos locatários quando pretendem alugar seus bens. "E não permitimos mais do que duas pessoas por chalé." Mesmo com o número controlado de visitantes, Ana fica atenta ao cumprimento do regimento interno. "Sempre há exageros com relação aos horários e ao barulho", conta.

Fonte: http://estadao.br.msn.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...