O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Condomínio de luxo

Empreendimento em Manaus pode ser embargado devido a legislação ambiental

Publicado em: sexta-feira, 24 de junho de 2016

Condomínio de luxo em área de preservação no AM pode ser embargado

O Açutuba Park, empreendimento de luxo, às margens do Rio Negro, pode ter as atividades totalmente embargadas. O condomínio fechado está sendo construído na praia do Açutuba, em Iranduba, distante 25 quilômetros de Manaus.

O Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM) pediu na Justiça a imediata paralisação de qualquer atividade no local.

De acordo com o órgão, o Açutuba Park está em área de preservação permanente do Rio Negro e começou a ser construído sem licença de instalação.

Em visita técnica realizada no segundo semestre de 2015, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) identificou danos ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural decorrentes da atividade de terraplanagem, supressão vegetal e alargamento do acesso ao residencial.

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e a Superintendência do Patrimônio da União no estado também são réus na ação. O Ministério Público acusa os órgãos de conivência por não fiscalizarem corretamente as condições para concessão de licença ambiental.

Na internet, o imóvel é oferecido como uma morada paradisíaca, de frente para praia de Areia Branca, em plena floresta amazônica. Os lotes de 600 metros quadrados são vendidos por R$ 270 mil.

Em nota o Ipaam afirmou que um Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental está sendo elaborado para que a empresa faça a mudança de suas atividades para outro local.

A Açutuba Incorporadora informou que ainda não foi citada e que está apurando os fatos com o setor jurídico.

Fonte: http://radioagencianacional.ebc.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...