O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Condomínios horizontais

Para construir em Londrina (PR) é preciso contrapartida

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

 Empreendedores de condomínios horizontais terão que investir em infraestrutura, em Londrina

Juliana Leite 

O Instituto de Planejamento e Pesquisa de Londrina (Ippul) vem fazendo algumas exigências para a instalação de novos condomínios horizontais na cidade. O novo projeto de lei de uso e ocupação do solo urbano, pertencente ao Plano Diretor Participativo que tramita na Câmara Municipal, prevê modificações na diferenciação dos residenciais e contrapartida dos empresários que investirão na cidade.
 
De acordo com a advogada do Ippul, Cláudia Lima Vieira, os condomínios serão divididos em duas categorias. O "residencial multifamiliar horizontal isolado" e "residencial multifamiliar horizontal em vilas". Ela explicou que o primeiro se refere aos que a população já conhece.
 
"São os maiores, que possuem áreas de lazer e centros de convivência", comentou. A segunda categoria seria prevista para as chamadas vilas, onde os moradores não pagam condomínio para residir na área.
 
Atualmente, o município conta com 60 unidades onde cerca de 15 mil pessoas residem. Deste total, 35 condomínios são de grande porte. Em entrevista à radio Brasil Sul, a presidente do Ippul, Regina Célia Nabhan, disse que o município vai passar a exigir uma contrapartida dos empresários que pretendem construir os residenciais na cidade. A advogada do instituto confirmou a informação, dizendo que os condomínios terão que atender a uma regra do Estatuto das Cidades.
 
"Esses empreendimentos são geradores de tráfego, por exemplo. Além disso é preciso apresentar uma contribuição para o local onde vão se instalar", destacou.
 
Cláudia comentou que para isso será necessária a realização de um Estudo de Impactos sobre a Vizinhança (EIV) dos locais, que também visam garantir melhorias sociais para a comunidade. "São questões como avaliação de uma possível duplicação de vias, instalação de creches, escolas na região próxima. O que vai se exigir é uma regulamentação maior, com objetivos mais compensadores", destacou.

Fonte: http://londrina.odiario.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...