O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Condomínios sustentáveis

Projeto de lei em SP pede tecnologia verde em novos projetos

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

 Projeto de Lei obriga novos condomínios residenciais paulistanos a serem “verdes”

 
O Projeto de Lei 126/2010, do vereador Souza Santos, que foi aprovado em primeira votação e tramita na Câmara Municipal de São Paulo/SP, determina que os novos condomínios residenciais que sejam construídos na cidade façam uso de alternativas tecnológicas “ambientalmente sustentáveis”.
 
Em resumo o projeto ordena que as novas obras dêem preferência à utilização de tecnologias como lâmpadas de alta eficiência para iluminação em áreas comuns e sistema de coleta seletiva de resíduos sólidos e de óleo comestível.
 
No que tange à gestão de água nas edificações, a proposta torna obrigatória a utilização de sistemas de reuso e de aquecimento termo-solar de água, bem como a adoção de bacias sanitárias com volume de descarga reduzida, torneiras e válvulas de fechamento automático em lavatórios, sistema de gestão de águas da chuva (captação, retenção, armazenamento e utilização) e sistema de tratamento de efluentes que reutilize água em finalidades não-potáveis.
 
Para atender o projeto, os equipamentos deverão atender às determinações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Segundo a proposta, o uso de água para finalidades não-potáveis ficará subordinado às normas sanitárias vigentes e as condições técnicas específicas estabelecidas pelos órgãos competentes.
 
Caso o projeto seja aprovado em segunda votação e sancionado pelo Executivo, os novos condomínios a serem construídos em São Paulo deverão atender às novas normas para obter alvará de construção.
 
A proposta prevê aplicação de notificações preliminares em casos de descumprimento de qualquer das novas normas e multa em caso de reincidência. O texto já votado pelos vereadores não fixou valores nem estabeleceu que órgão deverá aplicar as penalidades.

Fonte: http://www.revistasustentabilidade.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...