O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Crime organizado

Unidades em condomínio de luxo são alvo de operação contra contrabando

Publicado em: sexta-feira, 17 de junho de 2016

Condomínio de luxo é alvo da Operação Celeno em Campinas

Operação busca 2 por contrabando; produtos eram levados em aviões. Bando movimentava anualmente cerca de R$ 3 bilhões em mercadorias.

A Polícia Federal do Paraná deu início na manhã desta quinta-feira (16)  a operação Celeno em quatro estados do país para desarticular uma organização criminosa que atuava com mercadorias contrabandeadas. Em Campinas (SP) foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e outros dois mandados de prisão no condomínio de luxo Wonders, localizado atrás do Galleria Shopping.

Dentro do condomínio, os policiais apreenderam computadores e cerca de R$ 170 mil. A quadrilha movimentava anualmente cerca de R$ 3 bilhões em mercadorias contrabandeadas. Segundo a Polícia Federal, os presos serão levados para a capital. Os policiais ainda não esclareceram o envolvimento dessas pessoas no esquema, qual era o papel delas na quadrilha.

Em todo país são 138 mandados judiciais, sendo 28 mandados de prisão preventiva, 15 de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 77 de busca e apreensão, nos estados do Paraná, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais.

Uso de aviões

As investigações começaram em 2013 e detectaram quatro grupos criminosos que, quase que diariamente, faziam viagens de avião do Paraguai, até pistas clandestinas no interior do estado de São Paulo. As mercadorias eram então retiradas dos aviões e levadas pra pontos de armazenamento, de onde eram transportadas por caminhões e veículos até os destinatários finais.

A polícia constatou que pelo menos 12 aeronaves eram utilizadas pelos criminosos, que faziam até dois voos diários. Cada aeronave levava cerca de 600 quilos de mercadorias, num valor estimado de 500 mil dólares por frete.

Um dos grupos comercializava as mercadorias em empresas próprias, estabelecidas em Ribeirão Preto e São Paulo.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...