O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Custo de vida

Reajuste do valor do condomínio em SP foi 8% mais alto que inflação

Publicado em: quinta-feira, 24 de outubro de 2013
Uso da garagem

Aluguel, condomínio e IPTU elevam custo de moradia em São Paulo

Reajuste de condomínio foi este mês e chegou a 8%, acima da inflação. Em 12 meses, aluguel subiu 9,9%; reajuste do IPTU pode chegar a 30%.
 
Está ficando mais caro morar em São Paulo.  E os últimos índices de inflação comprovaram esse cálculo. Além do já anunciado aumento do IPTU, o aluguel subiu e vem aí o reajuste de condomínio.
Faz uma semana que Julio se mudou para a casa nova. Para tomar a decisão ele optou por menos serviços de condomínio e mais metros quadrados.
 
“A gente consegue um valor mais baixo por ser um prédio mais antigo e, por outro lado, a gente tem um apartamento amplo, espaçoso”, avalia o gerente de projetos Julio Cesar Baia.
Mas aí já veio o susto. “Condomínio que vai aumentar. Antes da gente começar a pagar, o condomínio já aumentou”, diz Julio Cesar.
 
Entre os itens que fizeram a conta do condomínio subir muito nos últimos anos estão os investimentos em segurança – cerca elétrica e sistema de monitoramento, por exemplo –  e o aumento no salário dos funcionários. Em São Paulo, o reajuste foi este mês e chegou a 8%, acima da inflação.
 
“Esse é o grande vilão, mas não é um vilão, era uma necessidade, porque os funcionários de condomínio ganhavam muito pouco”, avalia o especialista em condomínio Marcio Rachkorsky.
 
Ele diz que o condomínio ficou, em média, 30% mais caro nos últimos 3 anos em todo o país. “Do aumento, pelo menos 70% é relacionado a despesas diretas com salários, com ordenados, com benefícios”, explica Rachkorsky.
 
E não é só o condomínio que encareceu. Tem as contas de água, telefone, IPTU.
 
Quem não tem casa própria ainda paga o aluguel. Em São Paulo, até agosto, o aumento acumulado foi de 9,9% em 12 meses.
 
Para o Julio, uma conta nem um pouco agradável. “É mais do que eu acho que seria justo, principalmente pela relação custo benefício que a gente tem. Quando a gente analisa principalmente tarifas públicas e a gente fica com a sensação de que a gente não tem o retorno que deveria ter em segurança, iluminação pública e etc. Você fica com uma sensação ruim, porque você está pagando um custo alto”, afirma.
 
O reajuste do IPTU está sendo discutido pela Câmara de Vereadores de São Paulo, mas já se sabe que será alto porque a prefeitura vai atualizar a tabela de valores dos imóveis. No caso das residências, o reajuste pode chegar a 30%. E a 45% para os imóveis comerciais.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...