O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu
Área Aabic

Decoração de Natal

Despesa em condomínio exige planejamento. Confira!

sexta-feira, 29 de novembro de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Despesas com decoração de Natal em condomínios exigem planejamento, diz AABIC

Empreendimentos também precisam observar uma série de cuidados na hora de instalar os enfeites para evitar sobrecargas elétricas e incêndios

As festas de fim de ano se aproximam e muitos condomínios se mobilizam para preparar a decoração das áreas comuns dos empreendimentos. Para as despesas com os enfeites não sobrecarregar o orçamento, a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC), maior entidade representativa do segmento no Estado, orienta síndicos e moradores para que planejem os gastos de acordo com o estilo da ornamentação.

Segundo a AABIC, a realização de assembleia de moradores é aconselhada somente quando o condomínio escolhe estilos de decoração mais sofisticados e de maior porte, que exigem, por exemplo, contratação de empresa especializada em projetos de iluminação e de decoração de fachada. “São situações que, geralmente, envolvem despesas mais elevadas e precisam ser discutidas e aprovadas pelos moradores em assembleia. Outra opção é incluir os gastos com os enfeites de Natal na previsão orçamentária anual do condomínio”, orienta José Roberto Graiche Júnior, presidente da entidade.

Já os empreendimentos que escolhem decorações que não exigem gastos adicionais e são mais simples e econômicas, como as vendidas em lojas tradicionais que comercializam árvores artificiais, bolas coloridas, pisca-pisca e laços, estão dispensados de convocar assembleia para aprovar o tema. “Se o condomínio tiver verba disponível definida e o porte da decoração for mais simples, o próprio síndico tem autonomia para autorizar a compra da ornamentação”, explica Graiche Júnior.

Outra recomendação importante da AABIC está relacionada à sustentabilidade, uma vez que os moradores podem reaproveitar os enfeites de anos anteriores. “Por questões de ecologia, a reutilização se torna geralmente mais eficaz”, explica Graiche Júnior. Outra sugestão da AABIC para economizar na decoração natalina é estimular os próprios condôminos a confeccionarem manualmente os enfeites.

A associação também aconselha que os condomínios formem uma comissão para eventos que envolvam decoração, como Natal, Ano Novo, Carnaval e Copa do Mundo. Os membros do grupo, eleitos em assembleia, também podem aproveitar os eventos para realizar ações sociais, como doações de brinquedos e alimentos, tendo o empreendimento como ponto de coleta.

Evitando acidentes

A AABIC também recomenda aos condomínios que sigam uma série de precauções para minimizar os riscos de acidentes com a decoração de Natal. A primeira dica é que os empreendimentos utilizem luzes e enfeites adequados para cada tipo de ambiente, optando sempre por produtos com o selo do Inmetro.

A instalação elétrica na área externa, por exemplo, não deve ser feita em dia de chuva ou com o gramado molhado. Outra precaução é verificar as condições das tomadas para impedir o risco de sobrecargas elétricas, evitando choques e até incêndios. Nesse sentido, a AABIC também recomenda evitar o uso de produtos inflamáveis, como sprays de neve artificial.

Nas áreas internas, é indicado manter a decoração a uma distância segura de móveis e itens que possam pegar fogo. Em casos de reutilização de materiais de anos anteriores, vale sempre fazer uma manutenção para certificar-se de que ainda estão em bom estado. “Além de prezar pela segurança, os cuidados também ajudam o condomínio a não gastar energia elétrica em excesso com a decoração”, diz o presidente da AABIC. 

Fonte: Assessoria de Imprensa AABIC.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...