Crianças

Dicas para evitar acidentes

Como minimizar os riscos de acidentes com crianças no condomínio

Confira algumas sugestões do portal SíndicoNet para minimizar os riscos de acidentes com crianças no condomínio, onde eles mais acontecem 

 

Elevadores

  • A manutenção deve ser mensal.  
  • A maior parte dos acidentes com elevadores acontece durante a manutenção, principalmente pela falta de duas providências principais: colocação de placas de advertência no térreo, e desligamento da chave geral, para o elevador não andar enquanto sofre os reparos. Também é uma boa medida pedir para o porteiro comunicar as unidades.  
  • Nunca devem partir com as portas abertas.  
  • O desnível entre o andar e o piso do elevador não deve ser maior que 5 centímetros.  
  • Evitar que crianças menores de 10 anos andem sozinhas no elevador.

 

Escadas

  • Evitar que as crianças brinquem nas escadas.  
  • Manter o local iluminado.  
  • Não deixar as portas trancadas.  
  • Não deixar entulhos ou outros materiais nos corredores ou na passagem.  

 

Playground

  • Os brinquedos devem ser permanentemente vistoriados, em busca de defeitos nas partes visíveis. Os brinquedos móveis, como gira-gira, balanço e gangorra, merecem maior atenção.  
  • Deve ser inspecionado, uma vez por ano, por um profissional responsável.  
  • Deve seguir as normas da ABNT.  
  • Observar a distância de passagem em frente ao balanço, prevenindo choques.  
  • Verificar a boa iluminação do local.  
  • Procurar estabelecer e respeitar os horários para a utilização do playground.  
  • Crianças menores de 5 anos devem estar acompanhadas de um responsável.  
  • Não deixar que a criança brinque sozinha no playground, ela pode cair ou machucar-se e não ter ninguém por perto para socorrê-la.  
  • É bom que as crianças maiores brinquem acompanhadas pelo menos de coleguinhas.  
  • Evite o uso de areia no piso, pois ela atrai gatos para urinar no local, trazendo riscos à saúde das crianças.

 

Piscina

  •  Mesmo que a piscina seja rasa, apropriada para crianças, não é indicado deixá-las sozinhas no local. (Ver lista de recomendações para os pais).  
  •  Lembre-se de que os funcionários do condomínio não podem ficar tomando conta das crianças na piscina. Por isso, oriente a todos os funcionários para ligarem imediatamente para os pais das crianças que forem encontradas desacompanhadas de adultos no local. Lei nº 9.975 (29/05/98), para o Estado de SP Artigo 1º - Aos administradores das piscinas de uso comum da população incumbe promover exames de controle bacteriano da água, no mínimo uma vez por mês, utilizando-se, sempre, mais de um organismo como indicador Artigo 2º - É obrigatória a pesquisa de algas, leveduras e amebas de vida livre nas piscinas, duas vezes por ano, no mínimo.

 

Áreas de acesso restrito

  • A caixa d'água deve estar bem vedada. Se possível, deixar fechada as portas de acesso aos equipamentos que ficam no topo do prédio.  
  • Peça aos funcionários para deixarem trancadas, quando fora de uso, áreas como depósitos, sala de máquinas e casa de barriletes. 

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...