O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Dissídio no PR

Acordo é firmado entre sindicato dos funcionários de condomínios e Secovi-PR

Publicado em: quinta-feira, 4 de julho de 2013

 SINDICON e SECOVI assinam novo ajuste de Dissídio Coletivo

No mês de junho, o SINDICON (Sindicato dos Empregados em Condomínios) e o SECOVI (Sindicato da Habitação em Condomínios do Paraná) representantes das categorias dos empregados e empregadores, formalizaram termo de ajuste em Dissídio Coletivo.
 
“O acordo finaliza a discussão dos benefícios  almejados pela categoria dos trabalhadores e as possibilidades de pagamento dos Condomínios, em sua maioria, residenciais”, explica o Dr. Sérgio Rocha Pombo, advogado do Marins Bertoldi Advogados Associados e negociador do SECOVI. Com isso, serão elaboradas as Convenções Coletivas de 2011/2012 e 2013/2014, já que ambos os períodos ainda não tinham o documento vigente.
 
O ajuste foi concretizado após diversas reuniões entre os representantes do SINDICON e do SECOVI, sempre contando com a presença do Dr. Rocha Pombo. Os encontros possibilitaram o êxito  das negociações que foram iniciadas nas mesas do Ministério do Trabalho e Emprego. O acordo foi importante para encerrar pendências quanto às definições dos benefícios da categoria profissional, bem como o reajuste salarial, que estava sendo debatido entre as partes desde meados de 2011.

Fonte: http://www.paranashop.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...