O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Sérgio Gouveia

Empréstimo ou financiamento do condomínio: SAC ou Price?

SAC (Sistema de Amortização Constante) e Price (Tabela Price) são métodos utilizados para calcular a amortização de empréstimos e financiamentos. Ambos afetam o valor das parcelas mensais, atenção condomínio

03/07/24 05:26 - Atualizado há 14 dias
WhatsApp
LinkedIn
Homem de camisa azul segura na mão diversas notas de R$ 100 reais com braço apoiado sobre caderno e caneta sobre mesa com calculadora
Síndico deve estar atento aos métodos que influenciam no valor de parcelas mensais de empréstimo ou financiamento
istock

Muitos condomínios têm necessidades financeiras que só podem ser atendidas no curto prazo via empréstimo ou financiamento. Porém, poucos sabem avaliar as alternativas que os instrumentos financeiros oferecem, e acabam pagando mais do que poderiam. Conheça as características, vantagens e desvantagens dos sistemas de amortização mais oferecidos no mercado.

A fachada está caindo aos pedaços, oferecendo grandes riscos aos moradores, não há mais tempo para fazer uma chamada de capital e esperar o provisionamento desse dinheiro. A obra é urgentíssima. E, para piorar, o condomínio não tem um centavo na conta, nem fundo de reserva. E agora, José?

Recorrer a um empréstimo ou financiamento pode sim ser uma saída para o condomínio, mas para contratá-lo de forma responsável, é importante saber como tudo funciona.

O que determina o valor mensal da dívida do condomínio quando da contratação de empréstimo ou financiamento? Basicamente 5 variáveis

  • Valor principal

Valor a ser amortizado, ou seja, o que você pediu emprestado e deve ser devolvido ao credor;

  • Juros pactuados

Correspondem ao “aluguel” do dinheiro que foi emprestado, e são definidos de acordo com o prazo e nível de risco da operação;

  • Prazo de pagamento
  • Prazo de carência

Trata-se de uma postergação do início dos pagamentos pelo empréstimo em relação à data de recebimento dos recursos emprestados. O prazo de carência pode ou não existir, a depender da negociação;

  • Eventuais taxas cobradas pelo agente financeiro

Essas taxas (ex: IOF, Taxa de Cadastro, seguro, etc) podem variar de acordo com cada agente financeiro, portanto não as consideraremos nos cálculos mais adiante.

O cálculo do valor mensal a ser pago por um empréstimo ou financiamento, e consequentemente o Custo Efetivo Total (CET) da operação, levará em consideração todas essas variáveis. Porém, poderá produzir resultados diferentes a depender de uma sexta variável: o sistema de cálculo de amortização dessa operação.

Existem basicamente dois sistemas de cálculo mais utilizados no mercado financeiro. Vamos detalhar abaixo

Sistema SAC ou SACRE (Sistema de Amortização Crescente)

A amortização da dívida é constante em cada período, o que significa que o valor amortizado é o mesmo a cada mês. Os juros são calculados sobre o saldo devedor remanescente a cada período. Com isso, as parcelas são decrescentes ao longo do tempo.

Esse sistema inicia os pagamentos com mensalidades mais altas, mas proporciona uma redução gradual das parcelas mensais ao longo do tempo, aliviando o fluxo de caixa conforme o saldo devedor diminui.

Isso pode ser um desafio para quem tem menos disponibilidade financeira no início do financiamento. Porém, normalmente resulta em juros totais mais baixos se comparado ao sistema Price, devido à amortização mais rápida do saldo devedor inicial.

Tabela SAC

Parcela

Juros

Amortização

Pagamento

Saldo Devedor

0

R$ 10.000,00

1

R$ 100,00

R$ 1.000,00

R$ 1.100,00

R$ 9.000,00

2

R$ 90,00

R$ 1.000,00

R$ 1.090,00

R$ 8.000,00

3

R$ 80,00

R$ 1.000,00

R$ 1.080,00

R$ 7.000,00

4

R$ 70,00

R$ 1.000,00

R$ 1.070,00

R$ 6.000,00

5

R$ 60,00

R$ 1.000,00

R$ 1.060,00

R$ 5.000,00

6

R$ 50,00

R$ 1.000,00

R$ 1.050,00

R$ 4.000,00

7

R$ 40,00

R$ 1.000,00

R$ 1.040,00

R$ 3.000,00

8

R$ 30,00

R$ 1.000,00

R$ 1.030,00

R$ 2.000,00

9

R$ 20,00

R$ 1.000,00

R$ 1.020,00

R$ 1.000,00

10

R$ 10,00

R$ 1.000,00

R$ 1.010,00

R$ - 

Total

R$ 550,00

 

R$ 10.550,00

 

Sistema Price

A amortização e os juros são combinados em parcelas mensais iguais, o que significa que uma parte maior das primeiras parcelas é destinada ao pagamento de juros.

O resultado disso é que as parcelas são fixas ao longo do prazo do financiamento, oferecendo maior previsibilidade dos fluxos financeiros. Por outro lado, os juros totais pagos ao longo do tempo tendem a ser maiores do que no sistema SAC, devido ao maior saldo devedor remanescente nos primeiros períodos.

Veja este quadro comparativo para financiamentos pelo sistema SAC e pelo sistema Price, ambos a partir de um valor de R$10.000 dividido em 10 parcelas mensais e consecutivas, emprestados a uma taxa de juros de 1% ao mês, e sem carência:

Tabela Price

Parcela

Juros

Amortização

Pagamento

Saldo Devedor

0

R$ 10.000,00

1

R$ 100,00

R$ 955,82

R$ 1.055,82

R$ 9.044,18

2

R$ 90,44

R$ 965,38

R$ 1.055,82

R$ 8.078,80

3

R$ 80,79

R$ 975,03

R$ 1.055,82

R$ 7.103,77

4

R$ 71,04

R$ 984,78

R$ 1.055,82

R$ 6.118,98

5

R$ 61,19

R$ 994,63

R$ 1.055,82

R$ 5.124,35

6

R$ 51,24

R$ 1.004,58

R$ 1.055,82

R$ 4.119,78

7

R$ 41,20

R$ 1.014,62

R$ 1.055,82

R$ 3.105,15

8

R$ 31,05

R$ 1.024,77

R$ 1.055,82

R$ 2.080,38

9

R$ 20,80

R$ 1.035,02

R$ 1.055,82

R$ 1.045,37

10

R$ 10,45

R$ 1.045,37

R$ 1.055,82

R$ 0,00

Total

R$ 558,21

 

R$ 10.558,21

 

Qual método de amortização da dívida escolher para o condomínio?

É importante lembrar que nem sempre a opção entre um sistema e outro lhe será oferecida! Porém, se isso for possível, tenha em mente que o sistema SAC é mais adequado para quem busca reduzir o custo total do financiamento a longo prazo e pode lidar com parcelas iniciais mais altas.

Já o sistema Price é preferível para quem precisa de parcelas fixas e previsíveis desde o início, mesmo que isso signifique um custo total do financiamento potencialmente maior.

A escolha entre SAC e Price depende das necessidades específicas de cada devedor, incluindo suas capacidades financeiras e preferências quanto à previsibilidade das parcelas e ao custo total do financiamento.

E aí, qual o melhor para o seu condomínio?

(*) Síndico profissional, administrador, especialista em finanças, palestrante com experiência corporativa de sucesso no mundo condominial. Mais de 20 anos de experiência como gestor e mais de 9 anos de experiência como síndico.

Web Stories

Ver mais

Newsletter

Captcha obrigatório

Confirmar e-mail

Uma mensagem de confirmação foi enviada para seu e-mail cadastrado. Acesse sua conta de email e clique no botão para validar o acesso.

Esta é uma medida para termos certeza que ninguém está utilizando seu endereço de email sem o seu conhecimento.
Ao informar os seus dados, você confirma que está de acordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso do Síndico.
Aviso importante:

O portal SíndicoNet é apenas uma plataforma de aproximação, e não oferece quaisquer garantias, implícitas ou explicitas, sobre os produtos e serviços disponibilizados nesta seção. Assim, o portal SíndicoNet não se responsabiliza, a qualquer título, pelos serviços ou produtos comercializados pelos fornecedores listados nesta seção, sendo sua contratação por conta e risco do usuário, que fica ciente que todos os eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da contratação/aquisição dos serviços e produtos listados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do fornecedor contratado, sem qualquer solidariedade ou subsidiariedade do Portal SíndicoNet.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Não encontrei o que procurava Quero anunciar no SíndicoNet