O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Falta de água

Condomínios usam caminhão-pipa em Ribeirão Preto (SP)

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

Condomínios sofrem com falta d’água na zona Sul de Ribeirão

Com problema no abastecimento desde início do ano, condomínios usam serviço de caminhões-pipa para evitar ‘seca’

Wesley Alcântara

Moradores de condomínios residenciais de bairros da zona Sul de Ribeirão Preto, como o Bosque das Juritis, reclamam da falta constante de água desde o início do ano. Sem solução definitiva por parte do Daerp, os moradores do condomínio Cittá di Positano ajuizaram em maio uma ação na Justiça Estadual e ameaçam entrar com representação no Ministério Público.

Para não deixar o reservatório completamente seco, o condomínio passou a comprar tanques de água. O economista Marcelo Bossi Rodrigues, morador do Cittá di Positano, conta que o problema existe há mais de quatro anos e se tornou crônico depois da construção de edifícios no bairro.

"Sofremos com a falta de água quase que diariamente e não temos qualquer solução definitiva. Se existe problema no abastecimento, a prefeitura não pode autorizar a construção de novos empreendimentos. Não existe planejamento", diz.

No dia 10 de junho, o Daerp forneceu seis caminhões-pipa, de seis mil litros cada um, para abastecer o reservatório do condomínio. Outros 13 mil litros foram comprados pelos moradores.

O superintendente do Daerp, Joaquim Ignácio da Costa Neto, contesta a reclamação dos moradores e diz que o problema não existe mais, porque houve investimento na interligação da rede de distribuição.

O síndico Arnaldo Alves Pitangui afirma que precisa racionar o consumo durante o dia para liberar à noite. "Passamos a comprar água. Esse custo será diluído no valor do condomínio. Pagamos de R$ 200 a R$ 400 por caminhão, conforme o volume de água fornecido."

Ressarcimento

O advogado Leandro do Valle disse que, na ação ajuizada contra o Daerp, pede o reembolso das despesas do condomínio com a compra de água. "Esse é um dos pedidos da ação. Requeremos uma liminar para que o Daerp garanta o abastecimento mínimo de água para os moradores."

Outro lado

O superintendente do Daerp, Joaquim Ignácio da Costa Neto, afirma que há três meses investe em obras de interligação da rede de distribuição de água e na manutenção das bombas de recalque dos poços que abastecem o Bosque das Juritis, com o objetivo de acabar com a falta de água. 

"Afirmo que o problema está resolvido definitivamente e o bairro não sobre mais com a falta d’água. Reconheço que o problema existia entre o final de 2010 e começo deste ano. Não reconheço o problema no passado, porque estou há dez meses como superintendente do Daerp", diz.

 

 

 

Fonte: http://www.jornalacidade.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...