O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Feminicídio

Homem empurrou parceira de apartamento no Recife

terça-feira, 25 de junho de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Mulher morre após ser jogada de apartamento e companheiro é preso em flagrante por feminicídio

Caso ocorreu na manhã desta segunda (24), em Água Fria, no Recife. Antes de morrer, vítima foi levada à UPA de Nova Descoberta e disse que o autor do crime era o companheiro

Uma mulher de 44 anos morreu vítima de feminicídio na manhã desta segunda-feira (24), em Água Fria, na Zona Norte do Recife. O companheiro dela, de 35 anos, foi preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil, ele a jogou do apartamento onde o casal residia, na Avenida Aníbal Benévolo, após uma discussão.

Márcia Araújo Severino da Silva chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, mas não resistiu aos ferimentos. Antes de morrer, ela afirmou que seu companheiro havia cometido o crime, ainda segundo a polícia.

Apesar de ter fugido do local do crime, Fábio Lourenço da Silva foi encontrado por policiais em seguida. O G1 busca o contato da defesa dele.

Após ser preso, Fábio foi encaminhado a uma audiência de custódia. Com o recesso do Tribunal de Justiça de Pernambuco até 1º de julho, não é possível obter o resultado da sessão nesta segunda (24).

Estatísticas

De janeiro a maio de 2019, foram 19 feminicídios contabilizados em todo o estado, de acordo com a Secretaria de Defesa Social. Esse tipo de crime ocorre quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher.

Um dos casos recentes ocorreu em 25 de maio, quando um policial militar de 46 anos foi preso pelo feminicídio da esposa, de 42 anos, em uma academia de ginástica no Janga, em Paulista, no Grande Recife.

Cleodenice Maria da Silva foi atingida por tiros e foi levada a uma unidade de saúde por alunos da academia, que estava aberta no momento do crime. A vítima, no entanto, não resistiu aos ferimentos.

Além desse, outros dois casos de feminicídios foram registrados no mesmo mês. Ainda em maio, houve 3.439 casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. Isso representa uma redução de 0,8% com relação a maio de 2018, quando foram contabilizadas 3.468 ocorrências.

Fonte: /g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...