O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Iluminação pública

Em Fortaleza se estuda diminuir a conta de condôminos

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

 Moradores de condomínio podem ter alterações em sua conta de iluminação pública

 (Kellyanne Pinheiro, Diário do Nordeste Online)
   
A taxa de iluminação pública em condomínios residenciais é usada para a ampliação e manutenção de todo o sistema de iluminação pública da cidade
 
O fortalezense que mora em condomínio pode ter alterações em sua conta de iluminação pública. Um projeto de lei na Câmara Municipal propõe a insenção do pagamento da taxa de iluminação pública para os conomínios residenciais.
 
O vereador José Carlos (PPS) criou em parceria com o ex-vereador Adelmo Martins (PR) o projeto de lei 26/08. A proposta está aguardando parecer do relator da matéria, o vereador Guilherme Sampaio (PT).
 
"Já conversei com o vereador Guilherme nesta quarta-feira (10). Ele se mostrou bastante receptivo e disse que já está tomando as devidas providências para votação da Câmara", explica José Carlos.
 
A isenção seria feita porque o morador, indiretamente, já paga a taxa de iluminação pública imbutida no valor do condomínio. E, ao pagar a sua conta individual, acaba pagando novamente a iluminação pública.
 
"Acho um verdadeiro absurdo para os moradores de condomínios a taxa de iluminação ser cobrada tanto ao condomínio, quanto aos moradores. Nessas condições, atualmente, paga-se duas vezes a mesma taxa", desabafa o vereador.
 

Iluminação pública

 
A taxa de iluminação pública em condomínios residenciais em Fortaleza é cobrada duas vezes, ou seja, os moradores pagam o valor em sua conta de luz e também é no valor cobrado pela administração do condomínio.
 
A quantia arrecadada é usada para a ampliação e manutenção de todo o sistema de iluminação pública da cidade. Mesmo quem mora em uma rua sem postes tem que pagar a contribuição, por  usufruir da energia pública de outros pontos.

 

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...