O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Incêndio no Rio

Casal morre pulando da janela de sua unidade para fugir das chamas

Publicado em: terça-feira, 5 de março de 2013

 Desembargador e mulher morrem ao saltar de apartamento em chamas no Leblon

Um casal morreu na noite desse domingo (3) no Rio ao tentar fugir do incêndio que atingiu o apartamento em que morava no Leblon, zona sul da cidade.
 
Para escapar das chamas, segundo o Corpo de Bombeiros, o desembargador federal do trabalho Ricardo Damião Aerosa, 47, e sua mulher, Cristiane Teixeira Pinto, 33, saltaram, de uma altura de pouco mais de 15 metros, da janela da área de serviços e morreram na hora. O prédio de quatro andares fica na rua General Venâncio Flores, e o incêndio teria começado pouco depois das 23h.
 
Aerosa caiu sobre uma mureta de concreto e teve morte instantânea; sua mulher caiu sobre um toldo, teve traumatismo craniano e morreu o hospital Miguel Couto, na Gávea.
 
Segundo testemunhas, o casal ficou preso no apartamento, de modo que vizinhos não conseguiram abrir a porta do imóvel, em função das chamas.
 
Conforme "O Globo", a partir de relatos dos vizinhos, os bombeiros teriam demorado pelo menos 35 minutos para atender o caso, e, ao chegar, os hidrantes da rua estariam sem água.
 

Nota dos bombeiros

Em nota, a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros do Rio informou que oficiais dos quartéis da Gávea e de Copacabana foram acionados.
 
"A solicitação de socorro foi registrada  às 23h24 no quartel da Gávea e a guarnição chegou ao local às 23h30", diz trecho da nota.  "De acordo com os militares, quando a equipe chegou, as duas vítimas já tinham saltado da janela da cozinha", continua. "Segundo os bombeiros, a porta blindada do apartamento --com quatro fechaduras --dificultou o acesso. Apesar da inoperância do hidrante, não faltou água para o combate, uma vez que os militares captaram água no prédio vizinho", completa a corporação.
 
Também hoje, o prédio em que o casal morava deve passar por uma perícia a fim de se apurarem as causas do incêndio.
 
Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Areosa era formado pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e era autor do livro "Processo do Trabalho - Teoria Geral do Processo Trabalhista e Processo de Conhecimento", publicado em 2009.
 
O caso é investigado pela 14ª Delegacia de Polícia (Leblon).

 

Fonte: http://noticias.uol.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...