O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Jogo de empurra

Condomínio da CDHU no litorall tenta há anos individualizar água

Publicado em: segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Morador de PG pede medidor individual de água. Empresas fogem da responsabilidade

Caixa, CDHU e Sabesp jogam responsabilidade uma para outra. Morador pediu mudança em 2012
 
O que era para ser um simples procedimento que tem como principal objetivo economizar água, está virando uma queda de braços entre três instituições que jogam a responsabilidade de individualizar as contas de água do conjunto residencial Andorinhas, na Vila Sonia em Praia Grande, uma para outra. O ex-síndico e morador do prédio, Cleiton Souza, primeiro a solicitar a individualização dos hidrômetros, entra em contato com a Caixa, CDHU e Sabesp desde 2012, mas obteve resposta apenas esta semana.
 
Cleiton explicou que tomou a decisão de solicitar a divisão do consumo e conta para cada apartamento, pois há abuso no consumo de água entre os moradores, e que o desperdício gera altos valores nas contas, que é dividida entre todos os condôminos.
 
“Tem gente que lava carro todo dia, lava até caminhão. Um absurdo. Desperdiça muita água e se for tentar conscientizar você arranja confusão. Tem gente que consome de maneira racional e não é justo que todos paguem a mesma coisa”, afirma.
 
O conjunto residencial Andorinhas tem 160 unidades, e foi adquirido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) da Caixa Econômica Federal, que no projeto de execução instalou hidrômetros para cada unidade do prédio. A CDHU, em resposta a Cleiton Souza, afirma que solicitou a inclusão no projeto de conclusão do empreendimento, em 2010, do Sistema Remoto de Medição Individualizado de água “que deveria estar funcionando desde que o empreendimento foi entregue pela Caixa Econômica Federal à CDHU”, afirmou a Ouvidoria da Companhia.
 
Em contrapartida, em contato com a Caixa, a instituição bancária, através de sua assessoria de imprensa em Santos, informa que o condomínio Andorinhas foi entregue à CDHU não somente com o sistema de individualização de água implantado, mas em pleno funcionamento. “A manutenção do sistema deve ser tratada pelo condomínio”. Por e-mail, a CDHU informou ao morador que “com o relato dos moradores de que isto não está ocorrendo, a CDHU está acionando a Caixa Econômica Federal para que tome as providências para reparar tal sistema”. A CDHU não informou como será essa ação.
 
Apesar de ambas as instituições reconhecerem a existência do sistema de medição individual, nenhuma delas assume a responsabilidade de acionar a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para liberar o uso do sistema individual. Contratualmente, a responsabilidade pelo condomínio é da CDHU.
 
Com esse imbróglio, Cleiton, síndico do condomínio em 2011, entrou em contato com a Sabesp para solicitar a ligação dos relógios individuais. Em resposta, a Sabesp disse que para fazer a cobrança individual das contas de água, é necessário que a CDHU solicite o serviço, que deve adequar a estrutura do prédio para o serviço. Porém, o prédio já está adequado, faltando somente, segundo Cleiton, “fazer a contagem individual. A estrutura já existe, é só fazer a ligação da água para acabar com os problemas nas contas do condomínio e no alto consumo”, finalizou.
 
A CDHU, por sua vez, explica que o sistema remoto de medição individualizada de água foi entregue instalado, em 2010, pela Caixa, empresa responsável pela construção do empreendimento. No entanto, o sistema não foi ativado, pois dependia da homologação do equipamento junto à Sabesp.
 
A companhia de habitação vai solicitar à Caixa para que tome as providências necessárias para que o sistema funcione.
 

Projeto de lei

 
Existe um projeto de Lei em tramitação no Senado (179/2006), que visa obrigar os condomínios em todo o país, a cobrar individualmente os consumidores por conta de água. O projeto é de autoria do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), e tramita no Senado desde 2006, e está em pauta para votação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A proposta recebeu parecer positivo do relator do projeto, senador Paulo Bauer (PSDB/SC).

Fonte: http://www.diariodolitoral.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...