O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Ligação de esgoto irregular

Condomínio multado pela Operação Lacre Ambiental

segunda-feira, 1 de abril de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Meio Ambiente: Operação Lacre Ambiental multa edifício na Rua Plínio Nobre, em Laguna (SC)

Prédio estava com o esgoto ligado diretamente no emissário submarino sem tratamento prévio

A Operação Lacre Ambiental começou a vistoriar edifícios residenciais da Rua Plínio Nobre esta semana e já multou o primeiro e notificou outros dois. Nestas duas últimas semanas a equipe esteve fiscalizando edificações da Rua Urussanga, Carazinho e Orleans, também no Mar Grosso. O objetivo é identificar ligações irregulares de esgoto nesta região.

O prédio multado na rua Plínio Nobre estava com o esgoto ligado diretamente no emissário submarino sem tratamento prévio, com fossa e filtro. “Notificamos também para realizarem o isolamento da lixeira externa e a adequação da caixa de gordura que apresentava infiltração”, explica a bióloga Aline Trichês.

O teste para confirmar a irregularidade passível de multa consiste em colocar um produto específico (na cor azul) no banheiro do prédio e verificar sua saída na caixa de inspeção (localizada na calçada em frente ao prédio). Se o líquido sair pela caixa de inspeção em seguida com este produto significa que o sistema de fossa e filtro não está funcionando ou não existe.

Resultados na Operação Lacre Ambiental

A Operação Lacre Ambiental já apresenta os seus primeiros resultados. Cerca de vinte prédios da Praia do Mar Grosso receberam o adesivo ‘Lacre Ambiental’ pelo cumprimento de todas as exigências ambientais e sanitárias para regularização do esgoto cloacal e pluvial de suas residências.

Desde que a operação começou, há dois meses, já foram vistoriados mais de 70 prédios e casas no balneário, que vem sofrendo com as ligações clandestinas de esgoto na rede pluvial, destinada somente para água da chuva.

Comandada pela Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama), numa ação conjunta com a Secretaria de Obras, Secretaria de Planejamento, Vigilância Sanitária, Fiscalização de Obras, Casan e Guarda Municipal, a ação tem como objetivo identificar todas as ligações clandestinas de esgoto cloacal na rede pluvial e outros tipos de ligações irregulares na rede de esgoto do Mar Grosso, além da desobstrução e melhoria da rede de drenagem pluvial que esteja obstruída.

“Tem uma grande quantidade de prédios e casas que foram notificados se regularizando. Na próxima vistoria da Vigilância Sanitária já teremos mais residências prontas para receber o adesivo Lacre Ambiental”, salienta a presidente da Flama, Deise Cardoso.

As vistorias estão numa nova fase nessa última semana, chamada de Operação Pente Fino. “É uma fase da Operação Lacre Ambiental, mais detalhada, onde estamos vistoriando item por item de todos os prédios em conjunto com a Casan e Vigilância Sanitária”, explica a bióloga.

Uma única rua teve mais de 40 prédios notificados

Um total de 44 edificações da Rua Rubens de Lima Ulysséa, nas proximidades da Praça do Vila, foram notificadas pelas seguintes irregularidades: esgoto sem ligação na caixa de inspeção, caixa de gordura sem manutenção, ligação irregular da drenagem pluvial na caixa de inspeção (deve ser ligado na sarjeta da rua), lixeira externa ligada na rua (deve ser na caixa de inspeção), chuveiro externo ligado na caixa de inspeção (deve ser ligado na sarjeta/rua), inexistência de ligação do esgoto (não está ligado nem na caixa de inspeção e nem no emissário submarino).

“Alguns edifícios e casas apresentavam algumas irregularidades, mas teve prédio com todas irregularidades. Destes, apenas um estava totalmente regularizado”, pontuou  a bióloga Aline Trichês.

A notificação é emitida pela Vigilância Sanitária do município, que dá um prazo de quinze dias úteis para regularizar. “É importante destacar a necessidade de ter alguma pessoa responsável para receber a visita dos técnicos da operação. Pode ser um morador ou o síndico”, explica Aline.

A presidente da Flama, Deise Cardoso, alerta os moradores para procurarem à Casan de Laguna para verificar se a ligação cloacal da sua casa, edifício, comércio está regularizada.

“No tocante à tubulação pluvial, (água da chuva), as ligações devem desembocar nas sarjetas onde a água será conduzida até as bocas-de-lobo e nunca estarem ligadas na rede de esgoto. É importante que a população saiba que esgoto e águas pluviais não podem estar juntos na CI -Caixa de Inspeção da Casan. A equação é simples: Esgoto, na rede da Casan, e águas pluviais (água da chuva), nas sarjetas”, observa.

 

Fonte: notisul.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...