O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Medidas contra a inadimplência

Em São Paulo, há condomínios que cortam a luz dos devedores

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

 Síndicos cortam luz de moradores que não pagam condomínio em São Paulo

Outra medida é diminuir o fornecimento de água dos apartamentos. 
 

 

Há síndicos de prédios em São Paulo que estão cortando a luz e diminuindo o abastecimento de água dos moradores que não pagam condomínio. O Jornal Hoje também flagrou cenas de desrespeito por parte de vizinhos.
 
Há restos de comida no parapeito, caixa de leite na grade e água jogada pela janela.
 
Em um dos prédios, a moradora foi para a garagem. A chave, que estava na mão, passou pertinho do carro. Ela parou e voltou para o lugar de partida. No mesmo dia, o dono encontrou um risco que ia do paralama à maçaneta do veículo. Era o mesmo caminho feito pela mulher. A moradora já pagou várias multas por problemas semelhantes.
 
A dona do carro registrou Boletim de Ocorrência e reclamou no prédio. O marido da moça que riscou o carro se comprometeu a pagar o prejuízo.
 
“A pessoa paga multas. O prédio é monitorado. A moradora sabe da existência de câmeras no prédio e tem esse tipo de atitude”, diz a secretária executiva, Laura Petinati.
 
Muitos moradores de outro prédio não pagam condomínio. A taxa de inadimplência chegou a mais de 35%, um índice muito acima do aceitável, de até 5%. Para combater a inadimplência, o condomínio adotou uma postura rigorosa. Quem atrasa o pagamento por 60 dias pode ter que enfrentar um racionamento de água.
 
O relógio é individual, mas a conta não. O consumo é rateado entre todos os moradores. Uma empresa foi contratada para calcular quanto cada um gasta e fechar o registro dos devedores. O fornecimento não chega a ser cortado, mas a quantidade de água diminui bastante.
 
“A pessoa consegue cozinha e utilizar em outras finalidades. Ela vai conseguir um banho literalmente de gato”, explica a subsíndica, Juliana Martins.
 
A advogada especialista em condomínios Lidiane Genske Baia diz que muitas vezes as atitudes tomadas contra inadimplentes não são corretas. “Não pode cortar totalmente a água porque a jurisprudência entende que a água é um bem essencial à vida”, esclarece.
 
É correto proibir de usar área de lazer e piscina? “Faz parte do direito de propriedade da pessoa. Apesar de ser inadimplente, ele ainda tem os direitos de proprietário”, diz a advogada.
Fica parecendo que não há punição, mas em muitos casos os devedores podem até perder o imóvel.
 
A síndica Doralice Gouveia Lopes reduziu a lista de quem não paga de 40 para dez. De porta em porta, ela negocia. “A partir do momento que passa para o jurídico, são 20% de cobrança. São as cotas e mais 20%. Então, eu mesma negocio”, diz.
 
Alguns estados permitem que o condomínio mande o nome do devedor para serviços de proteção ao crédito. Quem está devendo tem de procurar fazer um acordo rapidamente. Além de resolver a situação, a postura acaba com o constrangimento de cobranças.

 

Fonte: http://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...