O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Nova norma

Agora, as obras dentro das unidades precisam da aprovação do síndico

Publicado em: terça-feira, 20 de maio de 2014

Agora, reforma de imóvel precisa de parecer do síndico

Antes das ideias saírem do papel, reformas terão de passar pelo síndico ou figura equivalente
 
A partir de agora, quem quiser realizar reforma em apartamentos ou salas comerciais precisará de projeto feito por engenheiro. Antes das ideias saírem do papel, elas também terão de passar pelo síndico ou figura equivalente dentro do condomínio, conforme preconiza a nova norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), em vigor desde sexta-feira (18).
 
  A diretriz apresenta um roteiro de procedimentos que devem ser seguidos antes, durante e depois de uma obra. Como toda reforma, ela terá de ter um responsável técnico e o condômino precisará de um laudo assinado, mesmo no caso de obras pequenas, como pintura, por exemplo.
 
  O documento dá poder ao síndico de autorizar ou não a reforma, caso considere que ela poderá trazer risco à edificação e aos demais moradores. Porém, a decisão dependerá de embasamento técnico. A exigência deverá encarecer o processo em pelo menos R$ 150,00. O cálculo é feito conforme a área onde será executada a obra. Para o presidente do Sinduscon (Sindicato das Indústrias da Construção Civil) de Araçatuba e Região, Aurélio Luiz de Oliveira Júnior, a medida só reforça orientação que já é dada por construtoras da cidade.
 
PEDREIRO
 
  “O conhecido ‘faz tudo’ ou o ‘pedreiro de confiança’ não poderão mais fazer reformas nas edificações”, afirma. Conforme ele, o infrator que desrespeitar as premissas da nova norma será responsável financeira e criminalmente pelos danos que venham a ser causados no prédio.
 
De acordo com Oliveira Júnior, praticamente todas as construtoras de Araçatuba já orientam seus clientes através de manuais específicos. No manual elaborado pela construtora dele, consta que “nenhuma parede pode ser demolida, total ou parcialmente, e nenhum vão poderá ser aberto dentro das unidades individuais nos condomínios que projeta”.
 
  “Quando os proprietários recebem as chaves de suas unidades habitacionais, entregamos a ele um manual com todas as especificações técnicas de seu bem”, disse o engenheiro civil Diego Andrade Santos, responsável pelo programa de qualidade de uma construtora de Araçatuba.
 

Fonte: http://www.jornaldiadia.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...