O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
José Elias de Godoy

O perigo mora ao lado

Condomínio deve ter canal para morador com problemas poder registrar queixas

Por José Elias de Godoy*

 Mais uma vez a mídia trouxe uma notícia de crime que chocou o país. O fato foi um homicídio, que se deu em um condomínio residencial de luxo em Santana de Parnaíba e foi veiculado da seguinte forma: 

Homem se irrita com barulho e mata casal de vizinhos em prédio de alto luxo com seis tiros.
 
Empresário entrou armado em um apartamento de Alphaville, matou um casal e depois se matou. Uma briga entre vizinhos resultou na morte de três pessoas em um condomínio de alto padrão de Alphaville, bairro nobre de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, na noite desta quinta-feira (23). Segundo informações, um casal foi morto a tiros dentro de seu apartamento. O atirador, que disparou ao menos seis vezes contra os vizinhos, se matou logo depois. Fonte: Site G1 de 24/05/2013.
 
 Tal tragédia demonstrou que morar com outras pessoas, em um mesmo espaço, não é uma tarefa das mais fáceis. Por isso, é necessário abrir mão de algum conforto e comodidade - além de saber que seu direito termina quando começa o do outro e que todos devem seguir as regras determinadas. 
 
Resta uma dúvida. O que os gestores dos condomínios podem fazer a fim de minimizar ou mesmo evitar tais distorções de comportamento? Não é uma tarefa simples e nem se tem uma receita de bolo. Porém, os moradores que se sentirem prejudicados podem entrar em contato com o síndico ou administração do condomínio. Informando a situação, sempre, e invocando o regulamento interno, também pode-se acionar um comitê de conciliação para conversar com as partes a fim de se chegar a um acordo. Não sendo possível, uma opção é utilizar das sanções previstas no regimento do condomínio, tais como advertência, multa e até mesmo ações judiciais como condômino anti-social. Tudo para procurar ajustar e disciplinar a ação do morador que estiver causando problemas ao seu vizinho.  
 
Não tendo êxito internamente, pode-se procurar o Secovi (Sindicato da Habitação). O órgão possui a câmara de mediação, que é utilizada como intermediária para solucionar tais impasses. Caso não se consiga atingir o objetivo, dessa forma, no momento do calor dos fatos, pode-se acionar a Polícia Militar, pelo fone 190, e solicitar a presença de uma viatura para atendimento de ocorrência de perturbação do sosseg. Ou mesmo dirigir-se diretamente até o distrito policial da área e prestar queixa sobre tal situação incômoda. 
 
No entanto, a principal conclusão deste triste episódio é que os moradores de condomínios devem buscar muito a compreensão mútua e pregar a tolerância entre vizinhos. Morar em condomínio demanda saber conviver em comunidade e de forma harmoniosa, apesar dos interesses diversos. 
 
(*)JOSÉ ELIAS DE GODOY Especialista de Segurança em Condomínios e autor dos livros “Manual de Segurança em Condomínios’’ e “Técnicas de Segurança em Condomínios”. Maiores informações pelo telefone: 2062-6798 ou elias@suat.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...