O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Obra paralisada

Condomínio de luxo em São Paulo tem construção embargada

Publicado em: segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

 Prefeitura de SP suspende obras de condomínio de luxo na Vila Mariana

Termo de Compromisso Ambiental, necessário para execução das obras, foi cancelado porque um rio canalizado passa pelo terreno do empreendimento
 
A Prefeitura de Sâo Paulo embargou as obras do empreendimento de luxo Boulevard Ibirapuera – localizado na Vila Mariana, zona sul da capital, de acordo com a decisão publicada no Diário Oficial da Prefeitura de São Paulo na última quinta-feira (17).
 
Para que ocorra o andamento de um empreendimento, é necessário a aprovação de todas as instâncias de habitação, incluindo o TCA (Termo de Compromisso Ambiental), que, conforme relatou o jornal Folha de S. Paulo, foi cancelado pela SVMA (Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente) após moradores do bairro comprovarem a existência de um curso d'água canalizado do Rio Boa Vista no terreno. Sendo assim, a Prefeitura teve que mandar suspender as obras, que haviam sido aprovadas em 2011.
 
O projeto do Boulevard Ibirapuera é composto por três torres residenciais de 27 andares cada, com 168 apartamentos ao todo. Segundo havia informado a Mofarrej, responsável pelo empreendimento, o metro quadrado de uma unidade estava cotado em uma média de R$ 10.500.
 
A Mofarrej, através de um comunicado enviado ao portal InfoMoney, informou que "a decisão da SVMA foi adotada em razão de reiteração de infundada dúvida levantada quanto a eventual existência de curso d'água no imóvel em que é realizado o empreendimento". Frente a esta "dúvida", a administradora das obras relatou também que, após análise criteriosa do terreno, foi verificado de que "não há curso d’água ou APP (Área de Preservação Permanente) no terreno do empreendimento". Sendo assim, a empresa afirmou que os órgãos responsáveis deverão fazer uma nova avaliação e se manifestar.
 

Fonte: http://www.infomoney.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...