O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Portaria segura

Segurança no condomínio deve começar pelos funcionários

Publicado em: quinta-feira, 21 de maio de 2015

Segurança começa pelo porteiro, dizem especialistas

A segurança nos dias de hoje nem sempre pode ser relacionada apenas à força e equipamentos tecnológicos e a busca por estratégias que impeçam invasões e assaltos a condomínios e estabelecimentos deve começar pelo material humano, dizem especialistas em segurança. E isso começa pelo primeiro homem a realizar abordagem de quem entra ou sai, ou seja, o porteiro.
 
“É extremamente relevante avaliar a postura da portaria e quais atitudes preventivas os profissionais da área estão treinados para executar. É bom lembrar que, apesar de muitos associarem a figura do porteiro a ações ostensivas, eles, na prática, fazem a segurança preventiva e exercem função importantíssima de confiabilidade, mas não são exatamente seguranças, ou seja, não possuem e nem podem portar armas”, lembra o representante da GS Terceirização, de São Paulo, Jorge T. Margueiro. 
 
Como não podem portar armas de fogo, os porteiros bem treinados são essenciais para segurança de condomínios e estabelecimentos, pois atuam na prevenção de assaltos.
 
“A primeira abordagem, a de identificação, é uma maneira de prevenir. E é simples, só cumprir o que está previsto na parte da segurança de praticamente todo condomínio”, explica o gerente de operações da Multiforte Segurança, de Cuiabá, Sebastião Vagner.
 
“[O porteiro] precisa necessariamente identificar qualquer pessoa antes de liberá-la, agindo com prevenção pra não vir a acontecer o sinistro. Os porteiros da nossa empresa são treinados e instruídos a fazerem corretamente essa primeira abordagem”, defende. 
 
Na maioria dos assaltos a locais fechados, a falha está justamente no momento da averiguação ou liberação de visitantes e prestadores de serviços.
 
Em conjuntos habitacionais, principalmente, há maior incidência de contratação de pessoas despreparadas para a função, desatentas ao entra e sai de moradores, que deixam qualquer um entrar, sem confirmar se os residentes autorizaram ou sem checar as placas dos carros, indo apenas pela marca e cor do veículo, muitas vezes semelhantes a de algum condomínio. 
 
Outra falha comum é a entrada de prestadores de serviços, como diaristas, pedreiros, encanadores, entre outros, e até entregadores de pizza e fast-food sem uma regra bem definida de controle de acesso, deixando a decisão para o porteiro.
 
“Arrastões em condomínios tem se dado em grande parte pela desatenção de porteiros, pois a instrução do funcionário é, hoje, a maior arma de combate contra esses tipos de crime”, continuou Jorge Margueiro. 
 
 

Fonte: http://www.diariodecuiaba.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...