O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Problemas construtivos

Prédios em São Luís (MA) deverão ser interditados

terça-feira, 27 de março de 2018

Nada é resolvido em audiência sobre problemas em condomínios da Cyrela no Maranhão

Para assistir esse vídeo, acesse aqui. Você será redirecionado para outro site.

Condomínios Jardim de Provence e Jardim de Toscana apresentaram diversas irregularidades em laudos apresentados por vários órgãos de fiscalização em São Luís.

Nada ficou definido ao final da audiência na Justiça realizada na noite desta terça (20), que buscava a solução para os problemas apresentados pelos condomínios Jardim de Provence e Jardim de Toscana, da empresa Cyrela em São Luís.

Nos corredores do Fórum Desembargador Sarney Costa, cerca de 100 moradores esperavam pela audiência na Vara de Interesses Difusos e Coletivos. De acordo com o engenheiro mecânico Vanilson Silva, a expectativa de todos era conhecer a solução para os problemas que eles enfrentam desde o ano passado nos condomínios.

“Nosso sistema de gás realmente foi cortado, o sistema é inseguro. Então os bombeiros caçaram a liberação do gás. As obras também foram interditadas por falta de segurança... muito material caindo... executando serviços com moradores dentro do apartamento e muita poluição sonora”, declarou o morador.

Participaram da audiência representantes da construtora Cyrela, da Secretaria municipal de Urbanismo e habitação e a promotora do consumidor Lítia Cavalcante. Os representantes da construtora Cyrela preferiram não se pronunciar. Com o impasse, uma nova audiência será realizada em uma data ainda a ser marcada.

As ações resultam de uma força-tarefa do Ministério Público do Maranhão, que solicita, como medida liminar, a imediata interdição dos prédios e a evacuação dos moradores até a conclusão das obras de reparo.

Entenda o caso

Em outubro e novembro de 2017, após vários termos de acordo para à solução do conflito e até um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi feito. Até a audiência realizada nessa terça (20), as ações são resultado de investigações do Ministério Público do Maranhão baseadas nas denúncias dos moradores e nos laudos de vistorias realizadas Defesa Civil de São Luís, Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação, Corpo de Bombeiros e Conselho Regional de Engenharia, que constataram diversas irregularidades na estrutura dos empreendimentos, localizados na:

  • Piscina
  • Cortinas e garagens
  • Fachada
  • Sistemas de gás
  • Quadra Poliesportiva
  • Coberturas
  • Instalações elétricas
  • Paisagismo
  • Sistema de proteção contra descarga elétrica

Os moradores também contaram que estão vivendo em um canteiro de obras. Segundo o dentista Neymadson Nunes, até a família dele tem sido prejudicada com os transtornos causados pela falta de solução em relação às irregularidades nos condomínios.

“Estamos vivendo dentro de um canteiro de obras. Inclusive, a primeira reclamação quanto a essa situação de consertos e mais arranjos pela construtora Cyrela foi feito pela minha família em dezembro de 2014. Toda essa situação está comprometendo até a saúde da minha família”, declarou o morador.

Fonte: g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...