O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Sem cuidado

APP em Araraquara (SP) gera reclamação de condomínio

Publicado em: segunda-feira, 23 de junho de 2014

Moradores reclamam de terreno da Prefeitura sem calçada e com mato

São quase 100 metros sem calçamentos e 2m de capim em Araraquara, SP. Secretaria responsável disse que já incluiu área no cronograma de limpeza.
 
Moradores do Condomínio Village Alegro, localizado no bairro Quitandinha, em Araraquara (SP), reclamam das más condições da calçada de uma Área de Preservação Permanente próxima ao local. São quase 100 metros sem calçamento com um mato que chega a dois metros de altura. Sem contar o entulho que se acumula. A Secretaria de Obras e Serviços Públicos informou que já incluiu a área no cronograma de trabalho das equipes de limpeza da Prefeitura, mas não deu prazo para que o serviço seja realizado.
 
Mário Sérgio Rangel mora no bairro há seis anos e disse ter presenciado a limpeza da calçada apenas duas vezes. “É ruim para os pedestres andarem. Já teve época que bandidos chegavam a se esconder dentro do mato. Fora o perigo, tem muito lixo acumulado e um mau cheiro danado”, contou.
 
Rangel disse que ele e outros moradores já procuraram a Prefeitura inúmeras vezes para que o problema fosse solucionado, mas as tentativas foram em vão. “Já registrei queixa no site da Prefeitura, já fui pessoalmente, mas me mandam fazer a reclamação pelo portal e nunca tive uma resposta. Nem um número de protocolo eles entregam, não tem nem como provar que estou tentando isso há um tempão”, relatou.
 
O síndico lembrou que de acordo com uma lei municipal, os proprietários de terrenos são obrigados a conservar o local com mureta e calçada. “Eu faço a minha parte e espero o mesmo dos outros. Acho que essa lei não se aplicada quando o terreno é da Prefeitura”, criticou Rangel.
 
Para o mecânico de aeronaves Marcelo Cardoso, também morador do condomínio, o pior é a insegurança. “Tenho filhos pequenos e o ambiente fica perigoso, isso é o que mais me incomoda. Uma moça já foi abordada por um homem que estava escondido no meio do mato”, reclamou.
 
Cardoso tenta marcar uma limpeza desde outubro do ano passado. O último protocolo feito pelo site da Prefeitura foi no dia 11 de fevereiro deste ano, mas até agora não obteve sucesso. “Quando liguei, me disseram que quem cuida da limpeza agora é uma equipe de meio ambiente. Eu tentei contato, mas não consegui”, contou.
 
Prefeitura
 
Segundo a Prefeitura, a intenção é colocar próximo ao condomínio dois Pontos de Entrega Voluntária (PEV), locais em que a população pode fazer, de graça, o descarte correto de entulhos com até um metro cúbico, ou seja, o equivalente ao que pode ser transportado por uma carroça ou veículo utilitário tipo caminhonete de pequeno porte.
 
Não há, entretanto, uma previsão para que os PEVs sejam instalados. Enquanto isso, a população deve utilizar os bolsões no Santa Lúcia e no São Gabriel. Veja abaixo os endereços.
 
• Bolsão Santa Lúcia
Rua Castro Alves, n° 80 (em frente ao Poço Santa Lúcia)
 
• Bolsão São Gabriel
Avenida Fortunato Micelli, 83 (próximo à Marmoraria Manini)

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...