O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Síndico atropelado

Homem derruba portão e é detido pela PM, em Mogi

terça-feira, 27 de março de 2018

Vídeo mostra motorista em fúria atropelando síndico em Mogi

Para assistir esse vídeo, acesse aqui. Você será redirecionado para outro site.

Segundo a polícia, desempregado não aceitava fim de relacionamento. Ele chegou a usar filho de 4 meses como "escudo" ao ser abordado pela PM.

Imagens divulgadas nesta quarta-feira (21) mostram o momento em que um motorista atropela o síndico e derruba o portão de um condomínio, em Mogi das Cruzes, em um ataque de fúria. O caso foi neste fim de semana e o Diário TV teve acesso a imagens de câmeras de monitoramento que mostram o acidente.

O desempregado, de 39 anos, foi preso e está no Centro de Detenção Provisória de Mogi das Cruzes. Segundo a polícia, ele não aceitava o fim do relacionamento com a companheira. Após o atropelamento, ele fugiu levando no carro o próprio filho de 4 meses e a enteada de 12 anos.

As imagens mostram que primeiro ele engata a ré e quase atropela uma mulher. Na sequência ele segue adiante. O síndico, de camiseta preta, tenta impedir a fuga mas é atingido em cheio pelo veículo, que derruba o portão e sai em alta velocidade.

Os porteiros não liberaram a saída do veículo por causa das crianças, que foram retiradas à força de casa depois de uma grave discussão entre marido e mulher.

O homem atropelado já saiu do hospital e conversou com o Diário TV. Como é síndico do condomínio, a mãe das crianças havia ligado para ele desesperada pedindo ajuda.

"Ele abriu uma fresta pequena do vidro. Ele deixou eu verificar dentro do carro como estava a situação. E aí, no portão, ele falou assim: 'vocês não vão abrir o portão? Então tudo bem". Aí ele deu ré no carro e atingiu o canteiro. Minha namorada estava atrás do carro. Então, a minha impressão era que ele tinha atropelado ela. Aí eu corri pedindo que ele parasse e, nesta, ele avançou com o carro para a cima de mim. Só deu tempo de eu pular em cima do capô e me safar, de uma forma não esperada, mas consegui me livrar e não me machucar muito".

A PM começou uma perseguição.

"Em uma dessas saídas, a gente se deparou com o veículo. A gente foi tentar abordá-lo e ele não obedeceu o sinal de parada. Por algumas ruas, ele fez umas barbaridades, adentrando no posto de gasolina, quase atropelando frentistas. Até que com o cerco a gente conseguiu abordar", contou o cabo Gerson Correa.

De acordo com a PM, o desempregado chegou a usar o bebê como "escudo" para se proteger.

"Na cabeça dele, ele achou que alguém ia efetuar algum tipo de disparo. Jamais ia acontecer isso neste tipo de ocorrência."

O motorista vai responder por vários crimes, de acordo com o delegado Argentino Coqueiro. "Homicídio tentado por perigo para a vida ou saúde de outrem, ameaça, dano e também sequestro".

Fonte: g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...