O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Síndico preso

Briga termina com gestor preso, no Distrito Federal

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Síndico que brigou em condomínio da Asa Sul é preso pela PCDF

Segundo a corporação, foram encontradas com ele informações pessoais de três policiais da delegacia que investiga o caso

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu preventivamente o síndico de um condomínio na 713/913 Sul. Segundo a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), Gustavo Sales e um encarregado são acusados de subtraírem o telefone celular do ex-síndico e agredi-lo durante uma briga na semana passada. Ao cumprir mandado judicial de busca e apreensão, os policiais se surpreenderam ao encontrar com Sales informações pessoais referentes aos agentes envolvidos na investigação.

De acordo com o delegado adjunto da 1ª DP, João de Ataliba Neto, os dados são de três policiais da 1ª DP. Entre as informações, constam números da Carteira de Identidade, CPF, nomes dos pais, endereços residenciais e telefones pessoais.

“Havia ainda informações sobre os filhos e a esposa de um deles”, enfatizou. Tal fato foi comunicado ao Poder Judiciário, que decretou a prisão preventiva.

Quanto à arma, o síndico, que é militar reformado do Exército, comprovou a sua regularidade, mas foi autuado pelo crime de omissão de cautela na guarda de arma de fogo. Os policiais também cumpriram mandado de busca na residência do encarregado do condomínio, o qual responderá ao inquérito em liberdade.

Barraco

A briga ocorreu por volta das 16h do dia 16 de maio, no condomínio Golden Place. Destituído do cargo de síndico, Adir Souza Santos, 45 anos, diz ter sido agredido com um mata-leão. Acusa o atual síndico e um encarregado de terem se irritado com a filmagem que fazia de uma ameaça contra ele.

Santos contou ainda que o seu celular desapareceu após a confusão. O sistema de segurança do edifício gravou parte da discussão (veja vídeo abaixo).

A advogada do condomínio, Patrícia Prado, procurou a reportagem para rechaçar as informações prestadas por Santos à Polícia Civil. Segundo ela, o morador é ex-síndico e foi destituído do cargo por ter as contas do condomínio rejeitadas.

“Ele é suspeito de ter desviado dinheiro da administração. Esse caso está sendo investigado e identificamos que o rombo foi de R$ 150 mil”, disse.

Ainda segundo Patrícia, o atual síndico não furtou o celular de Adir.

“Temos imagens mostrando que o Gustavo se abaixa para pegar o óculos, e o Adir vai para a delegacia com o celular nas mãos”, afirmou. De acordo com a advogada, as filmagens levadas pelo ex-síndico para a delegacia foram copiadas sem a autorização da administração.

O Metrópoles não conseguiu contato com a defesa de Sales até a publicação desta reportagem.

 

 

Fonte: www.metropoles.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...