O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Síndico preso

Gestor é acusado de mandar matar morador de condomínio

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Síndico de residencial é preso como suspeito de mandar matar morador em Joinville

Um homem foi preso na manhã desta quinta-feira, 16 de agosto, após ser identificado em investigação da Delegacia de Homicídios de Joinville como o autor mediato do assassinato de Wagner Valter Machado, 38 anos. O crime aconteceu em 2 de junho deste ano, na entrada do residencial popular Rubia Kaiser, no bairro Jardim Paraíso. 

O suspeito, que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil, era síndico do residencial. Segundo o delegado Fabiano Silveira, a investigação mostrou que ele, na condição de membro da administração do condomínio à época do crime, facilitava a operação de atividades ilícitas,  aliando-se às lideranças criminosas, sobretudo, para fomentar a logística da facção naquele ambiente. 

Wagner era cadeirante e estava na entrada do residencial por volta das 23 horas quando foi morto com três tiros na nuca. Ele se manifestava publicamente contra a presença de facções criminosas no condomínio e havia levado o caso a órgãos públicos, além de ser contra a gestão do condomínio. Em 30 de abril, havia registrado um boletim de ocorrência por ameaça de morte contra o suspeito. 

Polícia continua investigações

O homem, que tem 37 anos, foi encaminhado para o Presídio de Joinville, onde ficará em prisão temporária por 30 dias. O delegado já avisou que, no fim deste período, deve pedir a prisão preventiva. Ele foi indiciado por homicídio duplamente qualificado (por não ter sido dada chance de defesa à vítima e por motivo torpe). 

Em interrogatório na tarde desta quinta-feira, o síndico negou participação na morte. Disse apenas que, em maio, teve um desentendimento com a vítima, mas que nunca a ameaçou. A Polícia ainda investiga quem foi o autor dos disparos, mas informou que a busca por testemunhas é dificultada pelo medo dos moradores em prestar depoimento e sofrer represálias.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, que contou com o apoio de policiais civis da 1º, 2º e 4º Delegacias de Polícia, foram realizadas prisões em flagrante em função da ocupação ilícita de apartamentos invadidos e do furto de energia elétrica.

Fonte: http://anoticia.clicrbs.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...