O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Tarifa branca, um ano depois

Você já adaptou o seu condomínio ao sistema? Entenda

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Há um ano, a tarifa branca é utilizada por vários síndicos como ferramenta de economia. Sendo o consumo de energia um ponto nevrálgico em muitos condomínios, vale a pena redesenhar a rotina das equipes para conquistar esse benefício. 

A conta de luz também dói no orçamento das pessoas. Mesmo assim, a tarifa branca não pegou entre a população. Para as cerca de 15,9 milhões de unidades consumidoras que utilizam mais de 250 KWh/mês, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) registrou apenas 3 mil solicitações de alteração de tarifa até aqui. 

De modo geral, o consumidor ainda não correu atrás da sua redução na conta de luz. A explicação da Aneel é que faltou divulgação. Um ano após a sua implantação, a tarifa branca volta à pauta da grande mídia, reacendendo o assunto. 

Leia matéria publicada no SíndicoNet sobre conta de luz

A tarifa branca está na segunda etapa de implantação no país. Veja o cronograma:

  • 1º de janeiro de 2018, para novas ligações e para unidades consumidoras com média anual de consumo mensal superior a 500 kW/h (caso dos condomínios);
  • 1º de janeiro de 2019, para unidades consumidoras com média anual de consumo mensal superior a 250 kW/h; e,
  • 1º de janeiro de 2020, para todas as unidades consumidoras.

O que é a tarifa branca?

Para reduzir a demanda do sistema de energia elétrica, a estratégia da Aneel foi incentivar o consumo de energia fora dos horários de pico, em que a rede de distribuição tem capacidade ociosa. Ao fazê-lo, o usuário consegue reduzir o valor da conta de luz em até 20%. 

Quais são os horários estratégicos?

Dependendo do horário do dia, os valores da energia consumida se tornam mais caros ou mais baratos. Baseado nesses períodos, o síndico irá reorganizar as tarefas do condomínio de modo que concentre o consumo maior nos horários em que o preço é menor.

Nos dias úteis, a tarifa branca tem três valores: 

  • Ponta (pico): de 18h às 21h; 
  • Intermediário: de 17h às 18h e de 21h às 22h;
  • Fora de ponta: das 24h às 17h.

[Esses períodos podem variar para cada distribuidora. Aos sábados, domingos e feriados, a tarifa branca vale para as 24 horas do dia]

Segundo a Aneel, quanto maior for a diferença entre o valor da tarifa branca e a convencional, maior será a vantagem na conta de luz. Daí a importância de levantar todas as informações junto à sua concessionária, antes de aderir à tarifa branca. 

A partir do pedido, a distribuidora em até 30 dias para providenciar a instalação. A desistência, se for o caso, também levará até 30 dias para ser feita com a volta para a tarifa convencional. 

Consulte mais  informações sobre a tarifa branca no site da Aneel: http://www.aneel.gov.br/tarifa-branca

Prepare o condomínio

Por quê não começar a adequação do condomínio à redução de consumo de energia antes mesmo de aderir à tarifa branca? Combater o desperdício em áreas comuns, independentemente do modelo de tarifa, é um começo.

Para a síndica profissional Natachy Petrini, toda ação em condomínio exige apoio da coletividade, caso contrário, o resultado não é satisfatório. “Mas penso que o síndico deve antes dar o exemplo”, diz. 

Contar com a colaboração dos moradores se torna mais fácil, se antes o síndico apresentar resultados efetivos. Natachy exemplifica: “Gerando economia e reorganizando as tarefas diárias da equipe, com ajuste dos horários de acordo com a tabela das concessionárias, apresentando relatórios de "antes e depois" do consumo etc.”. 

As ações são concomitantes. Se o síndico vai trabalhar com a conscientização dos moradores sobre os horários mais adequados e econômicos para utilização de energia dentro das unidades, deve apresentar economia em todos os horários do dia, independentemente do modelo de tarifa.

 

 

 

Fonte: Natachy Petrini (síndica profissional).

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...