O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Terremoto na Bolívia

Condomínios sentiram tremor em SP, MG e no Sul

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Terremoto na Bolívia também foi sentido em São Paulo, Minas Gerais e no Sul

Ocorrência entrou no momento em que Observatório Sismológico da UNB registrou um terremoto de 6.7 graus na Escala Richter na Bolívia

O terremoto de magnitude 6,8 atingiu a região de Carandayti, na Bolívia, na manhã desta segunda-feira (2/4), foram sentidos em partes de Brasília, na região central de São Paulo, em cidades de Minas Gerais e em regiões do Sul do país, como Paraná e Rio Grande do Sul. 

Em Minas Gerais, militares do Corpo de Bombeiros vistoriaram um prédio de 10 andares em Belo Horizonte, após os ocupantes terem sentido um tremor no edifício. Há relatos do tremor também em Araxá, no Alto Paranaíba, Uberlândia e no Triângulo Mineiro. O abalo foi sentido no momento em que o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB) registrou um tremor de terra na Bolívia, de 6.7 graus na Escala Richter.

O tremor pegou de surpresa frequentadores e trabalhadores de um centro comercial na Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Araxá, no Alto Paranaíba. De acordo com informações do 8º Pelotão do Corpo de Bombeiros, uma guarnição foi deslocada até o local e evacuou a edificação. Uma vistoria foi iniciada, mas a princípio nenhum dano estrutural foi identificado no edifício denominado Romeu Zema.

O quinto andar foi o mais atingido. "Os solicitantes estavam dentro do edifício e sentiram o tremos. Informaram que mesas e cadeiras que estavam nas salas acabaram se movendo e sendo deslocadas pelo espaço", conta o soldado Ícaro Luiz da Costa, dos Bombeiros.

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, um edifício pertencente ao Grupo Algar precisou ser evacuado por precaução, depois que os trabalhadores que estavam na estrutura sentiram um abalo na manhã de hoje. O prédio fica na Avenida Maria Silva Garcia, no Bairro Granja Marileusa.

De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), esse foi o único chamado recebido referente ao tremor de terra.

"Se alguém mais sentiu alguma coisa, não foi reportado para nós, nem para os Bombeiros. O edifício evacuado foi vistoriado e não sofreu qualquer dano estrutural que comprometesse sua segurança", disse o agente da Comdec, Dimas Alvim Gonçalves.

São Paulo

O Corpo de Bombeiros de São Paulo recebeu dois chamados em diferentes regiões da capital paulista sobre os tremores sentidos em função do terremoto de magnitude 6,8 que atingiu a região de Carandayti, na Bolívia, mas não houve vítimas. Duas equipes foram deslocadas: uma para a rua Cincinato Braga, na Bela Vista, próximo à Avenida Paulista, e outra para a rua Boa Esperança, na Vila Maria, região norte da cidade. Os trabalhos ainda não foram finalizados. 

Já a Defesa Civil municipal informou que não foi acionada. Há relatos de que pessoas deixaram prédios na rua dos Ingleses e ainda na Rafael de Barros após o abalo sísmico. 

Segundo o Centro de Sismologia da USP, esse fenômeno não é incomum para sismos de magnitude como essa do terremoto na Bolívia.

"Grande parte das pessoas em andares mais altos de prédios puderam sentir a vibração das ondas emitidas por este tremor que ocorreu a mais de 1500 quilômetros de distância. Os equipamentos da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) detectaram o tremor às 10h43, sendo registrado por toda a rede", escreveu em sua página no Facebook. 

Fonte: www.correiobraziliense.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...