O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Vazamento de gás

Explosão em condomínio em Porto Alegre deixou oito feridos

Publicado em: terça-feira, 14 de julho de 2015

Explosão em Porto Alegre reacende uma preocupação com gás em casa

Explosão deixou oito feridos. Especialistas dizem qual é o prazo de validade dos equipamentos do sistema de gás.
 
A polícia do Rio Grande do Sul suspeita que um vazamento de gás tenha provocado a explosão num apartamento de porto alegre que feriu nove pessoas.
Acompanhados de um morador do prédio, entramos no apartamento 410. As paredes racharam com a explosão. Parte do forro do teto desabou. Portas e janelas foram arrancadas. A porta do elevador caiu e o metal ficou retorcido. Sem gás, água e luz, o prédio ficou às escuras.
 
Nesta segunda-feira (13), os moradores foram autorizados a entrar nos apartamentos e retirar alguns pertences. Mas vão ter que dormir fora de casa. Do lado de fora, dá para ver o apartamento onde aconteceu a explosão com três janelas completamente destruídas.
 
A explosão foi pouco antes das três da tarde de domingo. Vidros, roupas e destroços se espalharam ao redor do prédio.
 
“De repente aquele estrondo horrível, que eu pensei até que era o prédio desandando, de tão forte”, lembra a vizinha Carmem Lopes.
 
A explosão foi tão forte que uma grade veio parar na rua. Ela foi lançada do quarto andar, onde fica o apartamento que está completamente destruído.
 
Nove pessoas ficaram feridas. Oito já foram liberadas. A dona do apartamento, Claudia Centeno, teve mais queimaduras e está internada.
 
Peritos, bombeiros e Defesa Civil passaram o dia no prédio. O primeiro laudo apontando a causa da explosão deve ficar pronto na terça-feira (14).
 
A Polícia Civil também está investigando o caso. A maior suspeita é de que a explosão tenha sido causada por um vazamento de gás.
 
Há quase dois meses, uma outra explosão provocou a morte do alemão Markus Muller, no Rio de Janeiro. A perícia indicou que o acidente foi causado por problemas na instalação do gás da cozinha.
 
Toda a central de gás precisa ter o plano de prevenção contra incêndios, aprovado pelo Corpo de Bombeiros. Também é fundamental checar o prazo de validade dos equipamentos, inclusive mangueiras e válvulas.
 
“O prazo de validade do regulador de pressão é de cinco anos e a mangueira vai variar de acordo com o fornecedor. De três a cinco anos”, explica o capitão Vinicius Lang, do Corpo de Bombeiros-RS.
 
E se sentir cheiro gás, verificar logo a causa do vazamento e evitar qualquer tipo de faísca.
 
“Fósforo, fogo, aparelho celular, o próprio motor do refrigerador, as pessoas devem desligar estes equipamentos elétricos. Não fazer a ligação de luz e ventilar o imóvel”, aponta o major Paulo Oliveira, do Corpo de Bombeiros- RS.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...