O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Vazamentos ocultos

Muitas vezes é difícil detectar esses focos em condomínios

Publicado em: terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Vazamentos escondidos prejudicam economia de água nos condomínios

É preciso ficar alerta para evitar os vazamentos. Apartamentos quase sempre gastam mais água do que casas.
 
A chuva voltou a cair no Sudeste e os rios estão enchendo, mas as represas continuam com pouca água e, por isso, é preciso continuar economizando. Uma dificuldade enfrentada em muitas casas e prédios é encontrar vazamentos. Quando isso acontece, a conta no fim do mês pode baixar bastante.
 
Não tem espaço para festa enquanto durar a crise de abastecimento. Um condomínio na Zona Sul de São Paulo, por exemplo, cortou todas as fontes de desperdício: as torneiras do jardim, o chuveiro da piscina, trocou as bacias dos banheiros e instalou temporizadores nas torneiras. Porém, no mês passado, toda a água economizada foi pelo ralo.
 
O problema não estava na área comum, mas sim na cobertura. Uma boia travou, a caixa encheu e as bombas continuavam a mandar água para cima. O excesso descia pelo cano. “Foi uma condômina do 17º andar que escutou o barulho na coluna. Nós fomos atrás, aí depois de uma hora, descobrimos que era esse o problema”, conta o síndico Paulo Romani.
 
Segundo o engenheiro hidráulico Dante Ragazzi Paulo, o vazamento escondidos são os maiores ladrões de água nos condomínios: “A gente tem que saber que está vazando. Aqui a gente não consegue saber, porque ela cai logo embaixo no telhado, então talvez um sistema de alarme sonoro ajude a dizer: 'opa, to com algum problema'”.
 
Apartamentos quase sempre são mais gastões do que casas. A pressão da água é maior por causa da altura das caixas d’água. Logo abaixo das caixas d'água, em um lugar que os engenheiros chamam de barrilete, onde todas as canalizações se encontram, ficam os registros que leva água para as cozinhas e banheiros. Eles ficam ligados em um registro central que regula a pressão da água que vai para os apartamentos.
 
É nesse local que pode estar o segredo da redução de consumo nos condomínios residenciais. “É possível regular a abertura desta válvula. Conforme ela fica mais aberta, mais água passa. Conforme você fecha, você tem menos água e menos pressão daqui para baixo nos apartamentos”, explica o engenheiro.
 
Para regular a abertura do registro é preciso fazer testes nos apartamentos mais altos. Alguns chuveiros e torneiras têm pouquíssima pressão, mas em outros a pressão é grande e pode ser reduzida.
 
Nesse processo de economizar água, síndico e zelador trabalham juntos. Bônus nas contas viram investimentos em mais obras para redução de consumo e a leitura diária do hidrômetro é registrada. A forma mais eficiente de não deixar passar nem uma gota a mais.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...