O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Alta da inadimplência

Quase mil condomínios de SP entraram ações de cobrança em 2013

Publicado em: quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

 Cresce número de condôminos inadimplentes em SP

Aumento é de 42,14% em relação a dezembro do ano passado.Inadimplentes por mais de três meses são chamados para negociação.
 
A inadimplência é um problema que vem crescendo nos condomínios da cidade de São Paulo. Segundo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi), no mês passado, os condomínios da capital entraram com 985 ações na Justiça, por falta de pagamento da taxa de condomínio. Um aumento de 42,14% em relação a dezembro do ano passado, como mostrou reportagem do SPTV desta terça-feira (26).
 
No pequeno condomínio da Vila Galvão, em Guarulhos, na região metropolitana, os consertos foram adiados porque não há dinheiro em caixa por causa de inadimplência. Dos 32 apartamentos, sete não estão pagando o condomínio. As dívidas superam os R$ 90 mil. Tem morador inadimplente há três anos.
 
“Nós temos um déficit de quase R$ 90 mil no valor do condomínio e com isso nós temos dificuldade para manter as contas em ordem, para fazer o pagamento dos funcionários e até a manutenção do prédio”, conta a conselheira Cinthia Maria Ribeiro.
 
Por isso, além do condomínio, os moradores têm que fazer um rateio extra de R$ 100 para cobrir o buraco nas contas. O condomínio corre o risco de ter que fazer mais cortes.
 
Num condomínio maior, na Zona Norte da capital, com 192 apartamentos, a inadimplência chegou a ser de 18%. Em cinco anos caiu para 3%.
 
Uma das medidas adotadas pelo condomínio é conversar, ter transparências nas contas e também não deixar a dívida se arrastar por muito tempo. Quando o condômino deve por mais de três meses, eles já tomam providências. O síndico Aldo Antônio Bussolete diz que conhece casos em que o apartamento foi à leilão por causa da dívida com o condomínio.
 
“Ele vai ser notificado, vai ser chamado em juízo, vai dar trabalho, vai ter que contratar um advogado pra defendê-lo. Ele não paga só o atraso, a multa de 2%, mas também as custas e honorários e mais as custas processuais ao estado e ao nosso advogado”, explica Aldo.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...