O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Alto padrão corporativo

Número de empreendimentos do tipo aumenta 50% até 2012

Publicado em: quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

 SP: empreendimentos de alto padrão deverão aumentar 50% até 2013

O número de edifícios corporativos de alto padrão (A e AA) devem aumentar 47,8%, com a entrega de 831 mil metros quadrados em São Paulo até 2013. A informação é da Herzog Imóveis Industriais e Comerciais, que projeta um crescimento nesta categoria para o mercado imobiliário da capital nos próximos anos.
 
Para se ter uma ideia, apenas na cidade de São Paulo, já foram entregues 141.537 m2 de prédios com este perfil corporativo e, se as construturas cumprirem seus prazos, o número previsto para este ano será ainda maior.
 
“Até o final de 2011 serão mais de 215.723 m2. A procura por edifícios de alto padrão tem sido crescente, pois os chamados prédios inteligentes oferecem conforto e uma série de características que favorecem a segurança dos ocupantes”, explica a administradora de imóveis.
 

Enquadramento nível A

Para se enquadrar na lista de prédios de alto padrão, os imóveis precisam ter, entre outras funções, um sistema de condicionamento de ar central com termo-acumulação de gelo e controle de volume de ar variável, sistema de prevenção e combate a incêndios, detectores de calor e fumaça, piso elevado e uma vaga de garagem para cada 35 m2 de escritório.
 
Além disso, os sistemas de supervisão e gerenciamento predial, acabamentos internos e externos de primeira qualidade e lajes superiores a 400 metros quadrados também costumam ser bem vistos.
 
Já no que se refere às regiões, Alphaville será a que mais receberá prédios desse tipo, com 41% do total do novo estoque.
 

Padrão B

Atualmente, a cidade de São Paulo conta com um estoque de 10,2 milhões m2 de prédios de escritórios, classificados entre os padrões AA, A, B e C, sendo a maior parte dos edifícios de alto padrão localizada nas regiões da avenida Brigadeiro Faria Lima, Itaim Bibi e Berrini.
 
Já os edifícios de padrão B deverão se localizar, principalmente, fora do eixo corporativo, em regiões como Anália Franco, Jabaquara, Mooca e Vila Mariana.
 
“Até o final de 2013, o mercado receberá novos 600 mil m2 de prédios desse padrão”, informa a diretora de serviços corporativos da Herzog Imóveis Industrias e Comerciais, Simone Santos.
 
Segundo ela, estes empreendimentos costumam ter características e especificações técnicas regulares, com sistema de ar condicionado central, mas com lajes subdivididas em vários conjuntos, e atendem principalmente às pequenas e médias empresas.
 

Padrão C

O estudo também aponta que metade do estoque de prédios de escritórios de São Paulo é composta por edifícios antigos, que se enquadram no padrão C.
 
“Tratam-se de imóveis com baixo nível de qualidade, sem ar condicionado central e poucas ou nenhuma vaga de estacionamento”, explica Simone.
 
De acordo com o levantamento, a maior parte destes edifícios encontra-se na região central da capital paulista, onde 85% dos imóveis foram construídos há mais de 30 anos.

Fonte: http://www.infomoney.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...