O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Apoio da Câmara

Condomínio em Ribeirão Preto pediu ajuda para investigar condomínio

Publicado em: quinta-feira, 22 de maio de 2014

Síndica afirma que Câmara perde tempo ao propor CEE

Comissão será instalada hoje e definirá cronograma de trabalhos
 
A Câmara de Ribeirão Preto instala hoje, às 17h, uma CEE (Comissão Especial de Estudos) que vai apurar supostos problemas denunciados por moradores do Condomínio Parque Residencial Jardim das Pedras, na zona Leste da cidade. A medida, de acordo com a síndica, Vera de Lurdes Ferreira, “é uma grande perda de tempo”.
 
“Os vereadores poderiam fazer algo mais importante para a cidade. Aqui não vão encontrar nada que desabone a mim ou o condomínio. Se for convidada, irei à Câmara acompanhada de meu advogado e, se quiserem, apresentarei a contabilidade”, diz.
 
Aprovada na sessão de quinta-feira, a CEE foi proposta pelo vereador Samuel Zanferdini (PMDB) depois que um grupo de moradores procurou a Câmara para denunciar problemas, que iriam desde embates com a síndica, tráfico e obras irregulares.
 
Entretanto, Vera nega todas as denúncias e garante que “o Jardim das Pedras nunca esteve tão em paz, limpo e organizado”.
 
“O grupinho que reclama e mente é de gente que tem interesse em assumir a administração. São inquilinos revoltados que nem pagam o condomínio. São 20 pessoas entre os mais de 6,5 mil satisfeitos”, afirma.
 
Pulso firme
 
A síndica diz que, quando assumiu a administração do condomínio, precisou ter pulso firme para controlar o que parecia ser uma “terra de ninguém”.
 
“A barra era pesada, foi difícil, sou mulher, mas coloquei ordem aqui”, frisa. Ela diz que se candidatará à reeleição, na assembleia do dia 26 de junho, “por dó dos moradores”. “Quero ver se alguém desse grupinho ganha a eleição. Já queria ter saído, mas fico porque os moradores choram, sofreram demais no passado”, alega, emendando que o trabalho é duro para uma remuneração de 12 salários mínimos. 
 
Para Zanferdini, denúncias são graves
 
Como presidente da Comissão Especial de Estudos, Samuel Zanferdini irá propor que as comecem com moradores e representantes do Daerp.
 
“As denúncias são graves e, antes de ouvir a síndica, precisamos ter elementos para argui-la”, explicou. 
 
E acrescentou: “Essa síndica vem causando problemas há muito tempo. Sabemos de vários boletins de ocorrência de ameaça e apropriação indébita, por eventual desvio de recursos, e tem ação na Justiça por processo eleitoral falho”.
 
Vera Ferreira nega que haja segurança armada, diz que os processos foram arquivados sem provas e que a dívida com o Daerp é de outra gestão. “Não é justo cobrar os moradores de novo. E aqui dentro não tem construção irregular. Há 40 anos invadiram uma rua do lado de fora, o problema é da prefeitura”.

Fonte: http://www.jornalacidade.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...