O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Ataque em condomínio

Macaco bugio que feriu criança não deve ser retirado da área

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Macaco bugio não será retirado de reserva localizada ao lado de condomínio

A confusão envolvendo a presença de um macaco bugio em um condomínio localizado em Araucária continua: o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) determinou que o animal não seja capturado do local. O macaco, que vive em uma reserva ambiental situada ao lado do condomínio, invadiu uma residência na manhã da última quarta-feira (14) e atacou uma criança de um ano e dez meses.

A previsão era de que o animal fosse retirado do local na tarde desta segunda-feira (19), porém, o secretário do Meio Ambiente de Araucária, Vitor Emanuel, entrou em contato com o síndico do condomínio e afirmou que o IAP proibiu a retirada.

“O IAP não vai receber o animal e não autoriza nós, da Prefeitura de Araucária, a detê-lo. É para deixar o animal no seu habitat natural e não é mais para alimentar ele”, disse.

Além disso, a determinação seria de que o condomínio fosse multado, caso seus moradores alimentassem o macaco.

“É para o próprio condomínio tomar providências, aumentar a cerca”, completou, em contato com o síndico.

O síndico do local, porém, afirmou à reportagem da Rede Massa que o local não tem como tomar tais providências, e que a situação tem que ser resolvida pelos órgãos competentes.

A reportagem do Massa News procurou o IAP e, até o momento, não obteve retorno.

Prefeitura

Em nota publicada no site oficial, a Prefeitura de Araucária informou que "não tem atribuição legal para retirar animais de vida livre e, apesar disso, fez o possível para que a remoção segura do animal fosse realizada", porém o IAP não autorizou a ação.

"Segundo representante do IAP, a autorização não seria dada pois o bugio não deve ser retirado do bando ou aprisionado, animais de vida livre são de responsabilidade do IBAMA e que aquele local tornou-se habitat do bugio, já que foi alimentado pela população. Porém, segundo os levantamentos efetuados pela SMMA e relatos de moradores do condomínio, há apenas um animal frequentando o local há mais de quatro meses, o que indica que o bugio foi excluído de seu bando", relata a nota. 

Por fim, o comunicado afirma que "caso a SMMA retire o bugio sem a autorização do IAP, a Prefeitura pode ser multada por crime ambiental"

Fonte: https://massanews.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...