O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Atividades ilegais

Homens são presos acusados de prostituição infantil em condomínio próximo ao Parque Olímpico

Publicado em: segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Polícia faz operação para combater prostituição infantil em condomínio próximo ao Parque Olímpico

Em redes sociais, criminosos procuravam menores com “beleza, delicadeza e talento” 

A DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), com o apoio do DGPE (Departamento Geral de Polícia Especializada), realiza nesta quinta-feira (28) uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em aliciar adolescentes carentes para a prostituição, em um condomínio em frente ao Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, zona oeste.

A operação, coordenada pela delegada Cristiana Bento, tem como objetivo cumprir mandados de prisão temporária pelos crimes de associação criminosa e exploração à prostituição.

De acordo com a investigação, a quadrilha colocou anúncios em redes sociais para atrair meninas que quisessem seguir a carreira de modelo. Os perfis criados no Facebook, no Instagram e no YouTube estão em nome de "Sonhos de modelo" e trazem os requisitos necessários para a profissão: “idade entre 14 e 21 anos, desejo ardente de ser modelo, atriz ou cantora, disposta a morar na Barra da Tijuca, beleza, delicadeza e classe, e  talento”.

Ainda segundo as investigações, os dois suspeitos, identificados como Jonathan Alves Mendes, 24 anos, e Márcio Garcia de Andrade, de 33 anos, negociavam os programas e os clientes eram atendidos pelas vítimas, monitoradas 24 horas por câmeras instaladas nos quartos.

No condomínio Villas da Barra, os aliciadores se dividiam em três apartamentos. Enquanto Jonathan fica em um imóvel no sétimo andar e Márcio Garcia ficava em uma cobertura de luxo e as meninas eram colocadas em um terceiro 

Fonte: http://noticias.r7.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...