O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Bandido preso

Homem é acusado de estuprar moradoras de condomínios no RJ

Publicado em: segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Homem acusado de roubar e estuprar em condomínios de luxo é suspeito em outros 12 inquéritos na baixada

Em apenas três, Raimundo Gomes estuprou quatro mulheres na zona oeste

O homem acusado de estuprar e roubar em condomínios de luxo na Barra da Tijuca e Recreio, zona oeste do Rio, é suspeito em, ao menos, outros 12 inquéritos na Baixada Fluminense. Vítimas reconheceram Raimundo Linhares Gomes, de 34 anos, após sua prisão na quinta-feira (25). Além desses, o suspeito tem outros cinco inquéritos contra ele na zona oeste.

Os tipos de crimes praticados na baixada por Raimundo ainda não foram detalhados pela polícia.

Ao ser preso, ele estava com três gargantilhas que pertenciam às vítimas. A polícia investiga o comportamento de Raimundo e a motivação do crime.

De acordo com o delegado Marcus Vinícius, da 16ª DP (Barra), o homem praticava estupros com intuito de humilhar as vítimas — para o policial, a apropriação dos bens poderia ser mais uma maneira de provocar humilhação.

Segundo o delegado, Raimundo entrava sorrateiramente nos condomínios, rendia os homens e violentava sexualmente as mulheres.

— Ele simplesmente fazia absurdos que são impublicáveis.

"Fazia questão de fazer família assistir"

Após a prisão de Raimundo, novas vítimas procuraram a polícia para relatar o crime. O delegado também conta que o primeiro objetivo do suspeito era estuprar e que o crime de roubo estava em segundo plano. Quando Raimundo entrou em uma casa em que só estavam homens, o suspeito perguntou pela mulher e a filha da vítima e, ao ser informado que elas não voltariam, foi embora.

— Estuprava, humilhava, arrasava, as reduzia a nada e depois roubava. O dolo inicial era de estupro e o estupro dele era muito violento. Ele fazia questão de amarrar e fazer a família assistir.

A área da atuação dele era Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Região dos Lagos e, após a exposição do caso, foram registradas vítimas na Baixada Fluminense.

De acordo com a polícia, em três dias, o homem fez nove vítimas de roubo e quatro mulheres vítimas de estupro, sendo que nessas investigações, Raimundo já foi identificado como autor dos crimes. Ele ainda é suspeito de outros cinco casos.

O delegado Luiz Henrique Pereira Marques, da delegacia de Araruama (118ª DP), relatou que Raimundo agia da mesma forma na Região dos Lagos, invadindo casas e estuprando as mulheres. Frisou que ele já foi identificado em diversas investigações da unidade e que o criminoso se apresentava, inclusive para os demais integrantes da quadrilha, também já identificada pela unidade, com o nome de Luciano.

Um dos integrantes da quadrilha, que se encontra preso, foi ouvido recentemente e, após ver a fotografia de Raimundo, o reconheceu como sendo a pessoa que conhecia pelo nome de Luciano.

A prisão de Raimundo foi possível após trabalho de monitoramento que localizou o criminoso em São Paulo, após ele ter fugido do Rio. De São Paulo, ele embarcou em um ônibus, acompanhado da mulher e do filho, com destino a Alagoas.

A polícia identificou o trajeto do ônibus, contatou a Polícia Civil da Bahia que interceptou o autor em uma parada na cidade de Vitória da Conquista, realizando sua prisão. Com o autor, a polícia baiana encontrou um revólver, munições e parte das joias roubadas das vítimas. Raimundo, para não ser descoberto, estava usando a identidade do cunhado que também foi apreendida pelos policiais.

Raimundo possui diversos mandados de prisão expedidos nos Estados de Pernambuco e Sergipe, sendo que, em alguns casos, com o nome falso de Luciano. Ele é também acusado de ter praticado os crimes de roubos e estupros no Rio Grande do Norte e Paraíba.

Fonte: http://noticias.r7.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...