O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Briga em condomínio

Em Aracaju, homem apanha por pedir a vizinho para dirigir devagar

Publicado em: quarta-feira, 21 de novembro de 2012

 Homem é agredido após discutir com motorista em condomínio de SE

Jovem teria dado golpe ‘voadora’ e chutado o rosto da vítima várias vezes. Família do ferido se mobiliza nas redes sociais em busca do suspeito.
 
José Hunaldo Pereira, de cerca de 55 anos, foi agredido com socos e pontapés por um jovem motorista que, insatisfeito com a advertência da vítima para que ele dirigisse mais devagar dentro da área do condomínio, desceu do carro e iniciou a série de golpes com uma ‘voadora’. O caso aconteceu às 18h de domingo (18) em Aracaju, em Sergipe, e foi registrado na Delegacia Plantonista da capital.
 
A família de Hunaldo está fazendo uma campanha nas redes sociais que já alcançou cerca de 4,5 mil compartilhamentos. Eles pedem que Adriano Ballack, um jovem estudante de Direito e funcionário de uma empresa de televisão a cabo, se apresente à polícia para prestar esclarescimentos. O supervisor comercial da SKY em Sergipe e Alagoas, Manuel Neto, informou que o jovem não pertence ao quadro da empresa como está sendo divulgado e sim a uma equipe de terceirizados de uma das parceiras da SKY.
 
“Este cara da foto estava em alta velocidade dentro do condomínio a mais de 80 km quando a velocidade permitida é de 20 km. Vendo crianças brincar, meu tio foi conversar com ele para não colocar em xeque a vida das crianças e esse vândalo espancou meu tio que não teve sequer como se defender. Desmaiando, com maxilar quebrado, dentes no chão, cabeça inchada, rosto deformado”, relata a jornalista Maíra Ribeiro, sobrinha da vítima.
A equipe de reportagem do G1 SE tentou falar por telefone com Adriano Ballack e com a irmã dele, mas o número informado estava desligado. O suspeito da agressão postou uma declaração no Facebook dele na madrugada desta segunda-feira (19).
 
“Estava chegando do trabalho, ao chegar no condomínio e estacionar o carro fui surpreendido por caras. Um deles, alcoolizado, veio me agredir com um murro no rosto sem sequer eu ter dirigido a palavra a ele. Então eu revidei sim, pois não havia motivos para ele me agredir, ou seja, legítima defesa, pois não se deve procurar confusão com quem está quieto”, afirma Ballack.
 
Uma moradora do condomínio, que preferiu não se identificada, confirmou a versão de que o idoso teria pedido para que o jovem não dirigisse em alta velocidade no local, já que havia crianças brincando por perto.
 
 
“A família e amigos do Adriano Ballack dizem que ele é um menino bom, estudioso, trabalhador. Pessoas que nem lá estiveram argumentando de forma descabida sobre o assunto. Mas vem cá minha gente, isso muda em que o que aconteceu? Eles alegam mentirosamente legítima defesa. Será que eles pensam que a sociedade é burra? Como um rapaz que cursa direito na UFS [Universidade Federal de Sergipe], vai agir em legítima defesa, dando uma voadora em um senhor e depois de desfalecido chutou incansavelmente sua cabeça. Meu tio está com maxilar quebrado, rosto desfigurado, na mesa de cirurgia e o garotão de boa família sequer prestou socorro já que estava em seu veículo”, questiona Maíra Ribeiro.
 
De acordo com a assessoria de comunicação do Hospital Primavera, José Hunaldo está internado desde a agressão e o estado de saúde é estável. Ele foi encaminhado para o centro cirúrgico na tarde desta segunda-feira (19) onde está sendo submetido a uma cirurgia para reconstrução da face, que ficou desfigurada após a agressão.
A delegada Zunária Soares, da Delegacia de Turismo (Detur), já instaurou inquérito policial para investigar o caso. Ela informou que vai reunir as testemunhas, vítima e suposto autor e que pretende ouvi-los ainda nesta semana. As diligências iniciaram e têm o prazo de 30 dias para serem concluídas.
Ainda no depoimento na rede social, Adriano Ballack disse que não está foragido e que vai se apresentar à polícia na hora certa para esclarecer os fatos, pois jamais agrediria uma pessoa sem motivos. Ele disse ainda que vai recorrer à Justiça para se defender quanto à difamação.

Fonte: http://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...