O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Começo do ano

Condomínios sofrem com alta da inadimplência em Uberlândia (MG)

Publicado em: segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

 Inadimplência em condomínios de Uberlândia cresce no início do ano

Gastos extras neste período prejudicam o pagamento da taxa. Em Uberlândia, existem 2.700 condomínios e número cresce 4% ao ano.
 
A inadimplência nos condomínios cresce no início do ano, em Uberlândia. A época é complicada para o setor, que vive o chamado “trimestre do sufoco” entre dezembro e fevereiro. Os gastos extras das famílias, como Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), material escolar e matrícula de escola, jogam a taxa do condomínio para um dos últimos na lista de pagamentos.
 
Os registros oficiais contabilizam 2.700 condomínios na cidade, e o número tem crescido cerca de 4% por ano. Apesar da taxa crescer nessa época, segundo o Sindicato da Habitação de Uberlândia, a taxa média de inadimplência nos condomínios caiu em 2013 e estacionou em 12%, o que ocorreu devido à profissionalização dos serviços de administração e cobrança.
 
De acordo com o presidente da Comissão de Direito Imobiliário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Wagner José da Costa, a relação do síndico com o morador está cada vez mais profissional.
 
“O síndico acabou tomando uma consciência de que ele tem que combater diretamente e mais fortemente a inadimplência. Então ele não tem deixado ter um aumento do débito para tomar ações de cobrança ou contratar escritórios de cobrança extrajudiciais", explicou.
 
Moradores inadimplentes podem sofrer penalidades como multa de 2%, juros de 1% ao mês, que podem aumentar de acordo com a convenção, e ficarem impedidos de votarem nas assembleias. Para o síndico Irami Nunes, isso prejudica o planejamento da administração. "Acaba trazendo uma instabilidade na tomada de decisão para investimentos, levando o condomínio a também ficar inadimplente com os fornecedores e prestadores de serviço", afirmou.
 
Para os síndicos, o ideal é que a taxa de condomínio esteja sempre em dia já que ela pode se reverter em mais benefícios para os moradores.
 
“Quando ele paga em dia, é pouco penalizado. Ele acaba pagando por aquele que não consegue, por um motivo ou outro, cumprir o seu compromisso e efetuar o pagamento", concluiu Irami Nunes.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...