Guia sobre Segurança

Comunicação entre guaritas

Sistema de prevenção e combate a assaltos cada vez mais usado

Sistema de prevenção e combate a assaltos cada vez mais usado

O estabelecimento de um sistema de comunicação entre guaritas de condomínios vizinhos é um procedimento de prevenção e combate a assaltos e outras ocorrências que vem sendo cada vez mais usado.

Ouvimos o especialista em segurança condominial Hugo Tisaka sobre os fundamentos que este sistema de comunicação deve ter, e seu funcionamento. Como consultor, Tisaka tem assessorado condomínios a implementar este tipo de projeto.

 

Confira abaixo algumas dicas:

  • O sistema de comunicação entre guaritas visa facilitar a emissão de alertas e possíveis ameaças à segurança do condomínio
  • A implementação do sistema parece simples, mas requer cuidados:
  1. Treinamento, qualificação e instruções adequadas aos funcionários
  2. Segurança e sigilo da rede de transmissão e comunicação
  3. Um grande erro é utilizar equipamentos de baixo custo. Optar por equipamentos adequados que proporcionam uma rede segura: telefones, rádios UHF e digitais, nextel etc.
  • Nesse sistema existe o Operador (funcionário), o Equipamento (rádio) e a Mensagem (alerta de atitudes suspeitas/prevenção)
  • Equipamentos: Rádio fixo, móvel e portátil
  • Cada equipamento apresentará suas vantagens e desvantagens
  • O mais eficaz é que um técnico realize a pesquisa e avalie a freqüência de cada região
  • A rede de comunicação deve ter um sistema de transmissão sem "vazamentos", ou seja, onde a comunicação seja sigilosa sem possibilidade de fraudes (escutas) principalmente por quadrilhas
  • Uma guarita toma conta da outra: assim, se algo acontecer com a primeira, a segunda já fica ciente e poderá tomar as devidas providências
  • Devem ser previstas formas de checar a segurança nas portarias, sondagens a cada hora, e ter procedimentos seguros, como não citar nomes pelo rádio, e não utilizá-lo de maneira inadequada e sem critérios
  • O operador é responsável pela utilização correta do rádio. O síndico fará a supervisão deste processo para garantir que tudo ande corretamente
  • O agente de segurança deve ter qualificação para definir a qualidade da informação/transmissão. É preciso analisar, descrever e transmitir a circunstância da melhor forma
  • As mensagens devem ser claras, concisas e padronizadas
  • Estabelecer um processo de contingência, ou seja, procedimentos estabelecidos a serem tomados durante ocorrências
  • A comunicação entre guaritas aumenta a segurança em trocas de informações sobre falta de energia, troca de turno de funcionários, funcionários dos correios, visita de agente da prefeitura ou outros órgãos etc.
  • Comunicar-se efetivamente com a polícia, bombeiros e emergência
  • Não basta ter boa vontade e um rádio para se ter uma rede de comunicação, é preciso profissionalizar, caso contrário poderá funcionar contrariamente principalmente em relação à transmissão de informações referentes aos condomínios

Fonte consultada: Hugo Tisaka - NSA Brasil

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...