O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Condomínio atrasado

Empreendimento que já deveria estar pronto está apenas 20% concluído

Publicado em: segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Moradores reclamam de atrasos em obra de condomínio em Barra Mansa

Empreendimento, avaliado em R$ 80 milhões, teria 336 apartamentos. Apenas 20% da obra está concluída; não há previsão de entrega.

Moradores que compraram um dos 336 apartamentos no Residencial Cores da Barra, em Barra Mansa (RJ), já deveriam estar morando no local. No entanto, as obras, que eram para ter ficado prontas no fim do ano passado, estão com apenas 20% da construção feita. O empreendimento imobiliário está avaliado em R$ 80 milhões.

A médica Rosana Soares comprou um dos apartamentos com o objetivo de usufruir toda a estrutura oferecida pelo condomínio.

“O ponto principal desse condomínio era oferecer uma área de lazer completamente diferenciada de tudo que a gente tem aqui na região. Eram várias piscinas, era sauna, era quadra de tênis, academia, tinha espaço gourmet. Uma área com vantagens pra todo mundo”, contou Rosana.

O motivo de tanto atraso nas obras é o impasse entre a construtora e a Caixa Econômica Federal.

“Eles divergem quanto a medição da obra. A construtora alega que construiu mais, a Caixa alega que construiu menos.. Isso influi no repasse que seria feito da Caixa para a construtora”, explicou o advogado Raphael Tavares.

Enquanto a Caixa Ecônomica Federal e a construtora não chegam a um acordo, quem espera pela sonho de viver na casa própria está frustrado. É o caso da professora Cecília Vidal, que comprou um dos apartamentos para o filho que vai casar em breve.

“Agora a gente não pode fazer outro financiamento e ele vai ter que pagar aluguel. Além de pagar da Caixa Econômica como seguro por garantia do investimento. Nós continuamos e sem ter para onde ir”, disse Cecília.

A construtora Spe Cores da Barra, responsável pelo empreendimento, disse que parou a obra por falta de repasses da Caixa e que aguarda a decisão da Justiça.

Já a Caixa Econômica Federal disse que cumpriu integralmente o contrato. Informou ainda que conseguiu derrubar a decisão judicial que a impedia de acionar a seguradora em caso de paralisação da obra.

Ainda em nota, afirmou também que já comunicou à seguradora sobre a possibilidade de prosseguimento para retomada das obras, mas não deu um prazo pro início dos trabalhos.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...