O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Condomínio roubado

Conjunto popular é invadido e prejuízo pode chegar a R$ 2 milhões

Publicado em: quinta-feira, 4 de maio de 2017

Invasão de condomínio em Suzano gera gasto milionário aos cofres públicos, diz construtora

Condomínio fica no Jardim dos Fernandes. Invasores arrancaram janelas, fiação e até queimaram um dos apartamentos.

A invasão a dois condomínios Solar das Hortênsias e Solar das Oliveiras, do programa Minha Casa Minha Vida, em Suzano, pode custar R$ 2 milhões a mais para o governo. Este é o custo estimado pela construtora para consertar os estragos que vândalos deixaram nos empreendimentos do Jardim dos Fernandes.

Os funcionários da obra agora dependem de novas remessas de materiais dos fornecedores para retomar o trabalho. Antes de sair, os invasores quebraram muita coisa. Cacos de vidros estão por todos os lados, já que a maioria das janelas foi arrancada.

“Eles levaram toda a parte de fiação. Desde o cabo que vem da rua para dentro do empreendimento, até mesmo a fiação interna. Tudo isso foi levado”, contou o diretor comercial da construtora, Sérgio Paulo Amaral dos Anjos.

Um dos apartamentos foi incendiado. As chamas atingiram o batente da porta e o piso do chão. Os atos de vandalismo foram antes da reintegração de posse, em abril.

De acordo com a construtora, em janeiro, 350 famílias invadiram os condomínios Solar das Hortências e Solar das Oliveiras. O que os invasores fizeram antes de deixar as unidades rendeu um prejuízo milionário, segundo o diretor da construtora.

“Pela análise preliminar que fizemos até o momento, a gente estima que pelo menos R$ 2 mi serão gastos ainda nessa obra. A princípio existe junto ao agente financeiro, o seguro, uma tentativa de recomposição para minimizar o prejuízo”.

Juntos, os governos federal e estadual investiram antes da invasão R$ 23 milhões nas obras. Com os prejuízos, mais dinheiro deve sair dos cofres públicos. A verba vai cobrir despesas que o seguro da construtora não arcar nos condomínios da "faixa 1" do Minha Casa Minha Vida, que atende a famílias com renda de até três salários mínimos.

As 440 famílias de Suzano que podem ser beneficiadas não vão ter a chance de se mudar tão cedo. Por causa da invasão, as unidades só devem ser entregues no segundo semestre. “Com esse atraso, que foram mais de três meses com a invasão, e agora pelo menos mais cinco meses para terminar todo esse reparo, isso tudo vai atrasar bastante a entrada dessas famílias nos empreendimentos”.

A Secretaria de Habitação de Suzano informou que está avaliando a lista de famílias que serão contempladas junto à Caixa, mas também não deu nenhuma previsão de quando os empreendimentos serão entregues.

A Caixa Econômica Federal informoi que "até o momento, não recebeu manifestação da construtora sobre a extensão dos danos causados pela invasão, nem da seguradora sobre o ressarcimento. Por essas razões não é possível ainda estabelecer um planejamento para retomada e finalização das obras."

De acordo com a instituição, quando ocorreu a invasão, as obras estavam adiantadas em relação ao cronograma vigente. "À época da invasão, em Janeiro deste ano, o prazo para finalização das obras no Solar das Oliveiras era 02/2017, e para o Solar das Hortência, 03/2017". A Caixa ainda acrescentou que nas obras do Programa Minha Casa, Minha Vida a segurança do empreendimento é de responsabilidade das construtoras contratadas. "A MRV mantinha vigilância alocada no local durante o período de obras", acrescetou em nota.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o Residencial Solar das Hortências tem 240 unidades habitacionais e o Residencial Solar das Oliveiras 200 unidades, totalizando 440 famílias beneficiárias.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...