O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Condomíno com rachaduras

Residencial popular tem problemas devido a falta de manutençãp

Publicado em: segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Parque das Árvores sofre com rachaduras      

 Rachaduras atingem apartamentos dos blocos 79 e 80, no total são oito unidades afetadas 

Passados três anos, os problemas relacionados à estrutura do Condomínio Residencial Parque das Árvores, localizado na Estrada do Dinorá, região do Recreio dos Sorocabanos, zona norte da cidade, continuam preocupando e gerando reclamações entre os moradores dos apartamentos dos blocos 79 e 80. 

 As oito unidades que ficam nesse setor do conjunto apresentam rachaduras nas paredes e o solo, resultado da compactação de um aterro, tem cedido. Quem mora no local convive com o medo e a insegurança.

"Isso aqui a qualquer momento pode cair, se ninguém tomar providência", afirmou a dona de casa Edilaine Basseto. 

 A empresa SAE Engenharia, responsável pela obra, foi contatada pela reportagem do Cruzeiro do Sul e informou que há pouco mais de um mês esteve no local e executou serviços interna e externamente, aí incluída a pintura dos prédios. Mesmo assim, disse que irá novamente até o condomínio checar "in loco" as reclamações.   

A situação lá constatada, no entanto, é bem diferente. As moradias estão com trincas e as paredes externas receberam reboco, mas não foram pintadas. "Isso aí é uma gambiarra que fizeram para esconder as rachaduras. Não dá para levar a sério. O certo seria resolver o problema da estrutura", denunciou Fabiana Diogo, outra moradora.  

Tatiane Ferreira contou que um pedreiro esteve no local e fez reparos paliativos.

"No teto da minha cozinha fizeram uma caixa de gesso para esconder a tubulação de esgoto do apartamento que fica em cima, mas a fresta na laje está grande e aumenta a cada dia. Tenho medo do que pode acontecer", afirmou.   

A situação a que se sujeitam os condôminos está relacionada à condição do terreno. João Diogo disse que uma empresa especializada em sondagem de solo colocou há pouco tempo brocas que atingiram à profundidade de nove metros.

"Nem isso ajudou. A coisa aqui é complicada e precisamos resolver logo." 

O Parque das Árvores abriga 320 famílias, que foram transferidas de áreas de risco de Sorocaba, pelo programa "Vítima Zero de Enchente", da Prefeitura. A construção foi financiada pela Caixa Econômica Federal (CEF), dentro do programa "Minha Casa, Minha Vida".

Questionada, a Secretaria da Habitação do Município não se manifestou sobre as denúncias. Em maio deste ano, a Pasta divulgou nota na qual esclareceu que apenas apresentou o banco de dados dos moradores a serem selecionados para o financiamento do banco, e disse que a manutenção do condomínio é de responsabilidade da construtora. 

Fonte: http://www.jornalcruzeiro.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...