O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Consumo de água

Individualização de hidrômetros ajuda a economizar até 40%

Publicado em: quinta-feira, 18 de junho de 2015

Cobrança individual de água em prédios reduz consumo em até 40%

Procura saltou em 2015 com necessidade de economia de água. Preços de medidores variam conforme condições do condomínio.
 
A falta de água nas grandes cidades está ajudando a aumentar o serviço das empresas que medem o consumo individual em condomínios. Prédios que instalaram hidrômetros em cada apartamento passaram a economizar água em até 40%, relatam ao G1 profissionais responsáveis pela medição.
 
Na maioria dos prédios – com sistema hidráulico unificado – o consumo de água é medido de forma coletiva e todo o uso é rateado entre os moradores. Esse sistema não permite saber quem consumiu mais e quem economizou, nem cobrar mais de quem gastou a mais.
 
O serviço individualizado instala medidores em cada apartamento e permite separar as contas de água por unidade, permitindo a gestão do consumo individual.
 
A procura pela instalação dos medidores saltou em 2015. Na Ista, que atende condomínios em São Paulo e no Rio de Janeiro, o número de interessados pelo serviço cresceu em média 60% nos quatro primeiros meses do ano, em relação ao mesmo período de 2014.
 
Na alemã Techem, o número de pedidos de orçamento convertidos no serviço subiu 25% no último ano fiscal, de março abril. A empresa, a maior do país a fazer a medição, cuida de 107 mil medidores em condomínios de quatro estados.
 
Conta separada e economia de água
A cobrança separada pelo consumo de água nos prédios está ajudando a reduzir o consumo total nos prédios, avaliam os técnicos que prestam o serviço. Foi o que aconteceu no condomínio Spazio Bonfiglioli, em Jundiaí, no interior paulista.
 
Nos 258 apartamentos, o consumo caiu até 40%. O uso de água por apartamento foi reduzido de 29 m³, em 2011, para 9,5 m³ no mesmo ano, após a instalação dos medidores, segundo a Techem, responsável pela medição.
 
“Quando um morador toma consciência de quantos metros cúbicos gasta por mês, ele normalmente revê seus hábitos e procura verificar onde pode estar havendo algum desperdício, até mesmo por motivos de vazamentos não detectados.”, afirma Bruna Costa, coordenadora comercial da Ista.
 
No condomínio Parada de Taipas, em São Paulo, o consumo caiu 28% entre 2008 e 2014, após a medição individualizada nas unidades: passou de 2.619 m³ para 1.903 m³ nos 196 apartamentos do prédio.
 
“Quando cada um passa a pagar pelo que consome, observamos que a média do consumo passa a cair pelo menos 15%, porque os que já economizavam continuarão economizando e quem usava mais água passa a economizar pra reduzir a conta”, explica o diretor-geral da Techem, Eduardo Lacerda.
 

Custo dos medidores

Os preços dos hidrômetros têm caído gradualmente nos últimos anos, o que também ajudou a aumentar a adesão pelo serviço nos condomínios, além da necessidade de economizar água, relatam as prestadoras do serviço.
 
O custo da instalação varia com as condições de cada condomínio. Os mais novos – com até sete anos – geralmente já foram preparados pelas construtoras para fazer a individualização, explica Bruna Costa, coordenadora comercial da Ista. Nestes prédios, o custo individual do aparelho é de R$ 350,00, em média.
 
Já os condomínios mais antigos – com idade acima de sete anos – geralmente não estão preparados para essa adaptação (pois levam a água aos cômodos dos apartamentos por estruturas diferentes). Nestes casos, o valor médio é de R$ 450 por ponto instalado no apartamento, que deve ser feito em cada cômodo.
 
Lacerda, da Techem, acredita que os preços desses aparelhos tende a cair nos próximos anos, o que deve baratear ainda mais a instalação nos apartamentos.
 

Como funciona serviço

Para o diretor de relações institucionais da Aabic (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo), Eduardo Zangari, a individualização do sistema hidráulico é uma tendência que deve se consolidar nos condomínios. “Se você paga a conta de luz separada, não tem motivo para ratear o consumo da água”, diz.
 
Pelo serviço, o condomínio pode optar por escolher uma empresa especializada que faz a medição em cada apartamento mensalmente e envia os boletos com os valores que cada unidade gastou. Essas empresas cobram uma mensalidade pelo serviço, que costuma ser embutida na conta do condomínio. A cobrança fica em torno de R$ 5 por unidade.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...